A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) ocupa a 15ª posição entre as melhores universidades da América Latina, segundo ranking divulgado nessa quarta-feira (11), pela consultoria britânica QS World University.

O ranking analisou 400 instituições em 20 países da América Latina, através de oito indicadores com pesos distintos: reputação acadêmica (30%), reputação de empregabilidade (20%), proporção de professor por estudante (10%), corpo docente por PhD (10%), rede internacional de pesquisa (10%), citações por artigo (10%), artigos por instituição (5%) e alcance na internet (5%).

A instituição subiu duas posições no levantamento e de acordo com o QS, a UFMG melhorou seu desempenho em três dos oito indicadores: impacto na web, citações por artigo e reputação entre empregadores. Em docentes com doutorado a universidade tem score máximo.

A universidade ainda está na 651ª colocação no ranking mundial de universidades, que conta com 700 instituições. Em relação a colocação por áreas, a UFMG aparece na 151ª colocação, entre 200 universidades. No ranking de empregabilidade, a UFMG aparece na posição 301, entre 500.

O ranking de melhores universidades de América Latina é liderado pela Pontifícia Universidade Católica do Chile (UC), seguida pela Universidade de São Paulo (USP), Tecnológico de Monterrey, Universidad de Chile e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), respectivamente.