O dia mais quente do ano em Belo Horizonte, com termômetros marcando 36,1ºC, foi acompanhado pela baixa umidade relativa do ar, que atingiu 13% no início da tarde desta quarta-feira (15), entre 14h e 15h. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

Segundo o Inmet, a variação da temperatura durante o dia e o clima seco são características similares às regiões desérticas. A falta de chuva, que deve seguir pelo menos até o fim de semana, agrava ainda mais a situação. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que a umidade fique entre 50% e 80%. Números abaixo disso são prejudiciais para a saúde, podendo causar desconforto nos olhos, boca e nariz, ressecamento da pele e dores de cabeça. 

Previsão para os próximos dias

Comum nesta época do ano, o calor intenso e a redução da umidade são consequência de uma massa de ar quente. Na capital mineira, o tempo seco segue nos próximos dias.

De acordo com o Inmet, a umidade relativa do ar tende a ficar abaixo de 30%. Já as temperaturas podem cair um pouco até sábado (18), voltando a subir apenas no domingo (19). Veja aqui a previsão.

Alerta

Diante desse cenário, a Defesa Civil da capital mineira emitiu um alerta aos moradores de BH, válido até às 18h de segunda (20).

Veja as recomendações:

  • Hidrate-se durante o dia⠀
  • Prefira alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas⠀
  • Evite frituras⠀
  • Durma em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou, ainda, coloque uma bacia com água⠀
  • Evite atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre 10h e 17h
  • Evite banhos com água muito quente, para não potencializar o ressecamento da pele, se necessário use hidratante⠀
  • Em caso de problemas respiratórios, procure um especialista
  • Em caso de incêndio em mata ou floresta, avise imediatamente ao Corpo de Bombeiros (193), à Defesa Civil (199) ou à Polícia Militar (190)

Leia mais:
Termômetros marcam 36,1ºC e BH tem dia mais quente do ano nesta quarta
Área queimada em unidades de conservação em Minas cresce quase 50%; Estado inicia força-tarefa
Umidade do ar cai para nível abaixo do crítico em Minas; entenda o motivo do tempo seco e quente