Uma mulher de 45 anos foi assassinada pelo próprio filho, de 22 anos, na noite desta quinta-feira (30). O crime aconteceu na casa onde moravam, no bairro Floramar, região Norte de Belo Horizonte. Segundo o 13º Batalhão da Polícia Militar (PM), a corporação foi acionada por uma denúncia de roubo, mas conversando com os vizinhos, descobriu que tratavam-se de agressões de Marco Aurélio Santana de Sousa contra a mãe, Gislaine Aparecida de Sousa.

De acordo com testemunhas, ele seria usuário de crack e espancava a mãe frequentemente, em busca de dinheiro para sustentar o vício. Marco Aurélio tinha várias passagens pela polícia, incluindo lesão corporal, e não trabalhava.

O rosto de Gislaine foi esmagado e tinha 25 perfurações por facadas. À PM, o suspeito confessou o crime e disse que “escutava vozes do além” que o mandavam matar. A investigação do crime ficará a cargo da Polícia Civil (PC).