Vândalos alteraram três placas instaladas em São Gonçalo do Rio Abaixo, na região Central de Minas, para orientar moradores sobre os pontos de fuga em caso de rompimento da barragem Sul Superior na Mina de Gongo Soco, localizada na cidade vizinha de Barão de Cocais. Nesta quarta-feira (3), acontece um simulado de evacuação no município.

“Não é uma situação de vandalismo puro e simples. Há um grupo tentando convencer as pessoas a não participar do simulado. Além das alterações nas placas, tem um áudio circulando na cidade falando para as pessoas não seguirem as rotas determinadas pela Defesa Civil, em caso de rompimento”, afirma o coordenador da Defesa Civil do município, Sebastião Romualdo Pereira.

Segundo ele, um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Militar para que haja uma investigação para descobrir a autoria das alterações nas placas e do áudio que circula pelo WhatsApp.

As alterações fizeram com que as placas indicassem caminhos errados num caso de evacuação. Uma dessas sinalizações alteradas mandava os moradores fazerem o caminho de volta, colocando em risco a vida das pessoas em caso de tragédia. “Há um perigo real de as pessoas não acreditarem no trabalho que está sendo feito agora e não se informarem. Em caso de rompimento, elas não saberão para onde ir. E se houver algum visitante de outro município, ele não conseguirá se guiar”, explica Pereira.

A Defesa Civil do Estado também se manifestou sobre o assunto, afirmando que a ação coloca a vida de muitas pessoas em risco. “Quando alguém inverte o sentido ou arranca a placa, o prejuízo recai sobre todos! Por isso, pedimos que zelem pelo material que está disponível para a segurança da população”, disse a pasta em postagem nas redes sociais:

A simulação desta quarta pretende instruir moradores de São Gonçalo e do distrito Vargem da Lua. O cronograma das reuniões preparatórias pode ser conferido aqui. Veja quais são os pontos de encontro na simulação de evacuação:

simulado são gonçalo

Leia mais:
ANM interdita 36 barragens em Minas, 18 delas da Vale
STF garante direito ao silêncio a investigados na CPI de Brumadinho
Tráfego em avenida que liga Brumadinho a Córrego do Feijão é parcialmente liberado