Abrindo uma nova década, 2021 vai ser um ano de esperança mundial em relação a vacinas que possam controlar o avanço do novo coronavírus. Para a psicóloga Gláucia Tavares, da MG Psicólogas Associadas, “conviver com o imprevisível da data da chegada da vacina é fundamental, não ter esperança é cair no desespero”. Para ela, esperançar é pensar em nome do bem comum e do coletivo. É deixar de pensar em si próprio e lidar com as ações de forma plural, menos singular.

Para ela, o lado positivo da pandemia foi a oportunidade para se reconectar com amigos e familiares por telefone ou vídeo e por meio de aplicativos. E a chegada de um novo ano sempre traz ânimo e força para que as pessoas possam ir além da realidade e realizar aquilo que querem.  

Acompanhe a entrevista na íntegra:

 

: