A Teoria das Restrições foi criada para identificar falhas nos processos industriais e aumentar a lucratividade das empresas. Ela passou a ser difundida a partir de 1984, quando o físico israelense Eliyahu Goldratt lançou o livro “A meta”.

Hoje, a Teoria das Restrições é utilizada em vários segmentos, como hospitais, nas Forças Aéreas e em pequenas empresas.  A metodologia é utilizada no mapeamento das falhas nos processos e propõe melhorias e ajuda na solução dos problemas.  

No Brasil, Embraer, Itambé, Riachuelo e até empresas de pequeno porte, como estamparias ou de fabricação de vidros temperados, já usam a metodologia. O contador e administrador Ronaldo Castro diz que todas as empresas que utilizam a Teoria das Restrições alcançam resultados surpreendentes.   

Acompanhe a entrevista na íntegra: