As medidas de proteção impostas pela pandemia do novo coronavírus trouxeram impacto para a saúde mental de crianças, adultos e idosos. Segundo o neuropsicólogo e coordenador acadêmico das Faculdades Kennedy e Promove, Cláudio Vieira de Lima, muitas pessoas desenvolveram transtornos emocionais e os pacientes já diagnosticados e em tratamento tiveram uma descompensação neste período. O neuropsicólogo alerta que a incapacidade de lidar com o estresse e a ansiedade podem gerar sofrimento pós-traumático em 1/3 da população nos próximos anos.

É preciso ficar atento aos sintomas emocionais e tentar reduzir o nível de medo, de sensação de solidão e de incerteza sobre o futuro. Fazer exercício físico, ter uma alimentação saudável e realizar atividades que sejam prazerosas ajudam a diminuir a tensão, evitando que as pessoas desenvolvam doenças mentais, como a depressão.

Acompanhe a entrevista na íntegra: