Imagens de uma câmera de segurança de uma casa noturna do bairro Estoril, na região Oeste de Belo Horizonte, mostram o momento em que o jogador francês de vôlei Earvin Ngapeth, de 28 anos, dá um tapa nas nádegas de uma mulher durante uma festa, na madrugada da última segunda-feira (9). O ponteiro da seleção francesa e do Zenit Kazan, da Rússia, foi preso em flagrante por importunação sexual e encaminhado para o sistema prisional, mas foi solto após pagamento de fiança no valor de R$ 50 mil.

No vídeo, é possível ver o suspeito acompanhado de pelo menos outros três homens. Eles conversam e riem quando, no momento em que a vítima acompanhada de outros dois homens passa pelo grupo, ele se aproxima e bate nas nádegas da mulher claramente de forma proposital. As imagens foram recolhidas e analisadas por peritos. 

Ngapeth veio ao Brasil para disputar com a equipe russa o Mundial de Clubes de Vôlei, em Betim, na Grande BH. Após a partida, os jogadores foram para uma casa de shows da avenida Professor Mário Werneck. 

Segundo o boletim de ocorrência, uma mulher, de 29 anos, afirmou que o jogador teria dado um tapa nas nádegas dela. Ainda segundo a polícia, Ngapeth confirmou o ocorrido, mas argumentou que confundiu a moça com uma das pessoas que estavam com ele no local. Ele alegou ainda que na França, país de origem do atleta, a troca de tapas nos glúteos entre amigos é comum, e que, por isso, não viu a atitude como ofensa.

O jogador teria pedido desculpas à mulher, que estava acompanhada do namorado, mas o pedido não foi aceito. A assessoria de imprensa do jogador no Brasil divulgou uma nota sobre o caso. Confira:

Na madrugada desta segunda-feira (09/12/2019), o atleta francês Earvin N'Gapeth, que está no Brasil para participar de uma competição internacional de vôlei encerrada no último final de semana, se envolveu em um mal-entendido em uma casa de shows de Belo Horizonte (MG). O jogador confundiu uma mulher com uma de suas amigas próximas e deu um tapa em suas nádegas, em tom de brincadeira. Ao perceber que se tratava de outra pessoa, N'Gapeth ficou profundamente constrangido e se desculpou com a mulher. "Earvin está consternado com a situação e lamenta muito pelo constrangimento causado. Como se tratou de uma brincadeira, estamos defendendo a atipicidade da conduta. Ou seja, vamos demonstrar que não houve dolo e, portanto, não há crime", explica Dino Miraglia, advogado do atleta no Brasil. O jogador reforça o pedido de desculpas já feito diretamente à mulher por tê-la confundido com outra pessoa e está à disposição das autoridades enquanto aguarda a decisão da Justiça.

Leia mais:
Jogador francês suspeito de importunação sexual em BH será solto após pagar fiança de R$ 50 mil
Jogador francês é preso em BH por importunação sexual após o Mundial de Clubes de vôlei
Sobe para 12 o número de denúncias por importunação sexual contra ginecologista de BH
Jovem é assediada em ônibus de BH e se queixa da falta de atitude dos passageiros