É gravíssimo o estado de saúde do recém-nascido encontrado em um lote vago, na tarde de quinta-feira (1), em Paraguaçu, no Sul do Estado. Ele está internado na UTI pediátrica do Hospital Alzira Velano, em Lavras, na mesma região.

O bebê, que é um menino, passou mais de 30 horas no meio do mato e chegou ao hospital com picadas de inseto pelo corpo e com problemas respiratórios. O terreno fica no bairro Santa Terezinha. Uma moradora ouviu um barulho parecido com choro e chamou a polícia.

Segundo a Polícia Militar, ele foi abandonado pela mãe, uma adolescente de 15 anos. Ela contou à polícia que não sabia que estava grávida, mas que sentiu dores fortes, como se fosse uma cólica e em seguida teve a criança dentro de casa. Ainda segundo a polícia, ela decidiu abandonar o bebê com medo da reação da família. A adolescente foi ouvida e liberada. A Polícia Civil está apurando o caso.

Segundo a assessoria do hospital, na manhã deste sábado (3), a mãe esteve na UTI para acompanhar o estado de saúde do bebê, que está sob os cuidados de uma junta médica. A vó materna também esteve no hospital.