Termina nesta quarta-feira (22) o prazo para as vítimas da chuva em Belo Horizonte e região metropolitana sacarem o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), liberado pelo governo federal. O valor está sendo disponibilizado pela Caixa Econômica Federal desde o fim de março. 

Tem direito ao saque trabalhadores que moram na capital, Sabará, Betim, Contagem, Nova Lima, Raposos, Rio Acima, Mário Campos, Caeté e Ibirité, e que tiveram as casas atingidas pelos fortes temporais de janeiro. 

Todas as vítimas precisam ter os endereços contemplados na relação de áreas atingidas identificadas pela Defesa Civil dos municípios. 

Como sacar?

Para retirar o dinheiro, os trabalhadores precisam possuir saldo em conta de FGTS e não ter realizado saque pelo mesmo motivo (desastre natural) nos últimos 12 meses. O valor máximo é de R$ 6.200. 

Para evitar aglomerações e disseminação do coronavírus em agências bancárias, o saque pode ser feito na opção Saque Digital do aplicativo FGTS, no celular.  

Ao solicitar a retirada do dinheiro pelo aplicativo FGTS, o trabalhador poderá́ indicar uma conta da Caixa ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo. 

Documentos necessários
- Identificação pessoal
- Comprovante de residência em nome do trabalhador (conta de luz, água, telefone, gás, extratos bancários, carnês de pagamentos) emitido em outubro, novembro ou dezembro de 2019
- Caso o comprovante de endereço esteja no nome do cônjuge, a apresentação da Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável é requisitada

Leia também:
Uso obrigatório de máscaras em BH começa nesta quarta; 'rebeldes' serão enquadrados
Aberto para o essencial: com queda de 80% no movimento, Mercado Central desencoraja 'passeio'
Higiene bucal pode ajudar a prevenir complicações da Covid-19