O Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China publicou hoje, na revista médico-científica The Lancet, que uma vacina ainda em fase de testes mostrou-se eficaz em ajudar a resposta do sistema imunológico ao novo coronavírus.

Segundo a publicação, a vacina é segura para o uso humano e foi testada em 108 voluntários. A resposta imunológica criada pelo medicamento, no entanto, ainda não pode ser avaliada. Os resultados finais dos testes clínicos serão divulgados em seis meses. A vacina será a primeira no mundo a atingir a fase 1 de testes clínicos - um processo dividido em quatro etapas que assegura a eficácia e segurança de novos medicamentos e vacinas.

vacina

Segundo a publicação, a vacina é segura para o uso humano e foi testada em 108 voluntários

A vacina é feita a partir de uma versão atenuada do vírus SARS-CoV-2, e é aplicada de forma intramuscular. “Esses resultados representam um marco importante. Os testes mostram que uma única dose produz anticorpos específicos em 14 dias, o que a torna uma candidata para investigações futuras”, afirmou o professor Wei Chen, do instituto de Biotecnologia de Pequim, responsável pelo estudo.

“Os desafios propostos pela covid-19 não têm precedentes, e a habilidade de acionar o sistema imunológico não significa, necessariamente, que estaremos protegidos da covid-19. Ainda estamos longe de ter essa solução disponível para todos”, afirmou Chen, no artigo publicado.

Leia mais

EUA planejam mega esforço de testagem de vacinas para Covid-19

Estudo identifica que cloroquina aumenta risco de arritmia cardíaca

Kalil rebate declaração de Zema com frase de primeiro-ministro britânico na Segunda Guerra