A Vale pretende disponibilizar à Samarco linhas de crédito de curto prazo de até US$ 115 milhões para apoiar suas operações no primeiro semestre de 2017, sem que isso "configure uma obrigação da Vale para com a Samarco", afirma a mineradora. Segundo a Vale, os fundos serão liberados à medida que forem necessários, sujeitos ao cumprimento de determinadas condições pela Samarco. Da mesma forma, a BHP Billiton Brasil pretende tornar disponível para Samarco linhas de crédito de curto prazo em termos e condições similares ao acima mencionado.

"Adicionalmente, dada a previsão atualizada do fluxo de caixa da Samarco, é provável que os acionistas sejam chamados a cumprir, na proporção de sua participação acionária na Samarco (50% cada um), as obrigações do acordo assinado em 2 de março de 2016 para restauração do meio ambiente e das comunidades afetadas pela ruptura da barragem da Samarco", afirma a Vale. Com isso, a Vale estima contribuir em torno de US$ 181 milhões no primeiro semestre do próximo ano. Conforme a companhia, esta quantia será descontada da provisão de R$ 3,7 bilhões registrada no segundo trimestre de 2016.