Pelo menos 13 pessoas, incluindo crianças, ficaram feridas após uma van escolar bater em um poste, no bairro Ribeiro de Abreu, na região Nordeste de Belo Horizonte, na tarde desta segunda-feira (12). De acordo com o Corpo de Bombeiros, as dez crianças e adolescentes que se feriram estavam usando cinto de segurança. 

Também sofreram ferimentos três adultos (a motorista e duas ajudantes), sendo que uma teve trauma na região frontal da cabeça por causa do impacto da batida. As crianças e adolescentes tiveram apenas escoriações leves e distensões, conforme o Corpo de Bombeiros. 

Segundo a corporação, o acidente ocorreu na rua São Judas Tadeu. Testemunhas contaram aos militares que, ao perder a direção do veículo, a motorista teria "jogado" a van em direção a um barranco para evitar que o escolar caísse dentro de um córrego na rua marginal. Ao cair pelo barranco com declive longo e acentuado, acabou batendo em um poste da Cemig.  

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu a dez pessoas, sendo oito delas crianças entre 2 e 8 anos, além de um adolescente de 15 anos e uma monitora de 34 anos. 

Conforme informações da secretaria, todas as vítimas chegaram conscientes aos hospitais para onde foram encaminhadas. Os casos mais destacados são de um menino de 4 anos com fratura em uma das pernas e a mulher de 34 anos, que demonstrou dor na cervical. Os dois foram para o hospital Odilon Behrens com mais outras duas vítimas.

Os outros atendidos pelo Samu foram levados ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Dentre eles, há casos de crianças que ficaram com hematomas na testa e o caso de um menino de 5 anos que teve traumatismo craniano frontal, além de uma contusão no joelho. 

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital Risoleta Neves, duas pessoas deram entrada na instituição, um adolescente de 17 anos e monitora de 30 anos. Os dois passam por exames e estão em quadros estáveis de saúde. 

A motorista, de 42 anos, foi encaminhada ao Odilon Behrens e teve algumas escoriações no rosto. Ela será examinada pelo setor de neurologia e seu quadro é estável. 

De acordo com a Polícia Civil, a perícia esteve no local para apurar as circunstâncias do acidente, mas não pode adiantar informações sobre o assunto. A Cemig também foi acionada devido ao forte choque contra o poste.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) informou que lamenta o acidente com uma van escolar particular que envolveu dois alunos da Escola Estadual Bolivar Tinoco Mineiro. A SEE esclareceu que a direção da instituição de ensino está acompanhando a situação dos estudantes junto aos seus familiares.