Montes Claros confirma o primeiro caso da variante Delta do novo coronavírus. A cepa indiana foi detectada no exame de um homem de 30 anos, que está em isolamento domiciliar. Com a chegada desse tipo de vírus, considerado mais transmissível, a cidade suspendeu a flexibilização que seria anunciada nesta semana.

Este é também o primeiro caso da variante registrado no Norte de Minas. Até o momento, o Estado soma 11 notificações da cepa originária da Índia em oito cidades. São sete novos casos confirmados em uma semana.  A informação foi antecipada pela UFMG e confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta quarta-feira (11).

Segundo a SES, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) segue conduzindo a investigação junto aos municípios para avaliação do histórico dos pacientes e seus contatos. “Desta forma, ainda não é possível afirmar que existe transmissão comunitária da variante Delta no Estado”, afirmou a SES.

Sem viajar

O paciente de Montes Claros teve o teste para Covid positivo em 20 de julho. No entanto, a confirmação da variante só saiu nesta segunda-feira, depois que uma amostra foi enviada ao Laboratório da Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.

O paciente teve sintomas leves, cumpriu isolamento e, de acordo com a administração municipal, já está curado da doença. Assim como o homem, familiares e pessoas próximas a ele também não viajaram recentemente, o que poderia explicar a presença da variante. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a origem da contaminação ainda é desconhecida. A suspeita é a de que o vírus já estaria circulando no município e, a partir daí, se deu a contaminação. 

Flexibilização

Em nota, a Prefeitura de Montes Claros informou que, em virtude do caso, a possível flexibilização de medidas restritivas que aconteceria nesta semana  foi adiada e pediu à população que reforce os cuidados. 

“É muito importante a conscientização de todos neste momento, mantendo o distanciamento social e evitando aglomerações. Todas as medidas necessárias estão sendo tomadas. O município</CW> está realizando a capacita-ção dos profissionais da rede de saúde e notificando os hospitais para se manterem em alerta”, diz o comunicado.

Além disso, a nota informa que foram solicitadas ao Ministério da Saúde doses extras de vacinas contra a Covid para que o município avance na imunização, uma vez que é a maneira mais eficaz para combater o vírus.

Atualmente, Montes Claros está vacinando pessoas com 28 anos mais. Com esse quadro, se torna ainda mais urgente que os moradores não percam o prazo de aplicação da segunda dose. 

Exame
“Toda semana a nossa Regional de Saúde, que inclui 54 municípios, envia de maneira aleatória 20 amostras que passam por esse sequenciamento genético. E neste foi identificada essa variante. A partir disso, é feita toda a investigação epidemiológi-ca, avaliação de contatos que testaram positivo e histórico de viagem, para tentar estabelecer o vínculo”, explica a coordenadora de Vigilância em Saúde da SRS de Montes Claros, Agna Soares da Silva Menezes.

Segundo ela, esse paciente de Montes Claros teve contato com pessoas que testaram positivo para Covid. As amostras destas pessoas serão resgatadas na Funed. “Estando viáveis, será realizado o sequenciamento delas também”, afirma Agna.