A impressão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) em papel-moeda foi extinta no início de janeiro deste ano, após resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Por isso, o documento pode ser impresso em papel comum, no formato A4.

De acordo com o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), o CRLV é gerado ao proprietário do veículo após o preenchimento dos dados de placa, Renavam, CPF ou CNPJ e ainda o número do Certificado de Registro do Veículo (CRV) (veja abaixo onde encontrar o número) - documento utilizado para a transferência de propriedade do veículo (recibo de compra e venda). Clique aqui para gerar.

CRLV

Clique para ampliar

Em seguida, o usuário deve clicar em "Não sou um robô" e em "Pesquisar". O documento deverá ser salvo e impresso, caso essa seja a vontade do motorista.

"A impressão deverá ser feita em folha A4 simples, branca, conforme o §1º do Art. 6º da Resolução 809/20 e o proprietário poderá seguir imprimindo em casa ou em qualquer outro local, para sua maior comodidade", informou o Ministério da Infraestrutura.

Conforme o Detran-MG, para imprimir o CRLV, o proprietário precisa ter quitado os débitos do Imposto de Propriedade de Veículo Automotor (IPVA), Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo (TRLAV) e eventuais multas.

O veículo também não pode ter restrições judiciais ou administrativas. Neste ano, a taxa de seguro obrigatório (DPVAT) não será cobrada.

CRLV-e

Para quem não quiser fazer a impressão do documento, a opção é o uso do CRLV digital - o CRLV-e. Conforme o Detran, o certificado digital está disponível desde 2019 no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) e tem a mesma validade jurídica do CRLV impresso.

Ainda segundo o Detran, a conferência de autenticidade do documento será realizada pelas autoridades por meio da leitura do QR-Code, com o aplicativo Vio, que funciona mesmo sem acesso a internet.

Em entrevista à Agência Minas no ano passado, o diretor do Detran-MG, Kleyverson Rezende, comentou o assunto. "A possibilidade de imprimir o documento em papel comum ou utilizar a versão digital acarreta em menos burocracia e promove celeridade e comodidade para os cidadãos", disse.

Leia mais:
Universidades têm até amanhã para aderir à 1ª seleção do Sisu de 2021
Produção de grãos deve chegar a 268,3 milhões de toneladas, diz Conab
Homem simula assalto para justificar à esposa gasto com prostitutas