O verão é caracterizado pelos dias quentes e úmidos na região Sudeste do país. Para aguentar as altas temperaturas muita gente aciona o sistema de ar-condicionado e passa a tomar mais banhos. Com isso, a conta de luz pode subir bastante.

Para evitar o aumento de gasto e ajudar na recuperação dos reservatórios das hidrelétricas, a Cemig dá algumas dicas de economia para os consumidores do Estado.

Chuveiro
Para reduzir os efeitos do calor sobre o corpo, algumas pessoas decidem tomar mais banhos por dia. A dica da estatal mineira para a utilização do chuveiro, um dos "vilões" da conta de energia, é manter o equipamento na posição "verão", o que pode representar uma economia de até 30%.

Além disso, é preciso ficar atento ao tempo gasto debaixo d'água. Não adianta usar a temperatura mais amena do aparelho e aumentar o período de utilização.

Geladeira 
O segundo eletrodoméstico que mais consome eletricidade, segundo a Cemig, é a geladeira. O "abre e fecha" da porta do aparelho é um dos problemas. Alimentos ainda quentes também não devem ser armazenados porque podem sobrecarregar o refrigerador.

A estatal lembra ainda que a borracha de vedação da porta da geladeira precisa ser checada a cada seis meses e trocada quando necessário. A borracha folgada permite que o ar quente entre no aparelho, exigindo mais energia para resfriar os alimentos.

Para saber se a vedação está em bom estado, a Cemig indica o seguinte teste: feche uma folha de papel entre a porta e a geladeira. Tente retirar a folha, se sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o processo ao longo de toda a extensão da borracha.

Aparelhos em modo de espera
De acordo com a companhia, o modo "stand by" (espera) pode representar até 15% do consumo de energia dos aparelhos eletrônicos. Ao desligar a TV, é importante também retirar da tomada os demais equipamentos conectados à ela. Receptores de TV por assinatura são os maiores vilões desse tipo de desperdício. 

Aparelhos e lâmpadas mais eficientes 
A Cemig recomenda que ao comprar eletrodomésticos, verifique o selo Procel de eficiência energética. Ele é indicado pelas letras de A a E, sendo a primeira a melhor, com sinal verde.

Outra dica é substituir as lâmpadas tradicionais por LED, que praticamente não esquentam, em compração com as incandescentes e fluorescentes, e são mais eficientes energeticamente.

Acumular roupas para passar e lavar
Ao lavar roupa, o melhor é usar a quantidade máxima indicada pelo fabricante dom aparelho. O ferro elétrico também só deve ser ligado quando houver uma grande quantidade de roupas para passar.

A Cemig orienta ainda que os consumidores usem ferro elétrico e máquina de lavar em horários diferentes do chuveiro e outros aparelhos, para não sobrecarregar a rede de energia – podem provocar o desligamento do disjuntor.    

Ventiladores e ar-condicionado
Em relação ao ar-condicionado, sua potência é similar à geladeira, segundo a estatal mineira. Por isso, é recomendado que o consumidor fique atento ao tempo de utilização. Novamente, ao adquirir esse aparelho, verifique se tem selo Proicel com a letra "A". 

Outra dica é fechar cortinas e persianas durante o uso do ar-condicionado, porque a entrada de luz faz com que o local fique mais quente.

(*) Com Agência MInas.

Leia mais:

Chuvas elevam nível de reservatórios de BH para 90%, mas conta de luz vai seguir mais cara até abril
Fake news: áudio que Kalil irá decretar lockdown em BH a partir deste sábado é antigo