Estudantes de todo o Brasil realizam, neste domingo (28), o segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal porta de entrada nas universidades do país. No dia, os candidatos responderão a 45 questões de matemática e a 45 de ciências da natureza.

E, a menos de dois dias do exame, o momento é de revisão e boa preparação. Para ajudar os estudantes durante a prova, o Hoje em Dia reuniu dicas de especialistas e professores. Confira abaixo:

Como lidar com o nervosismo?

Durma cedo e vá descansado para o exame. Também é preciso manter a respiração e a consciência durante o momento da prova, prestando atenção em cada detalhe, questão por questão. É o que considera o diretor do Bernoulli, Washington Lima Costa. 

“Quanto mais preparo o estudante tiver, menor será o grau dele de insegurança. Na hora da prova, o que eu oriento é o aluno controlar a respiração, tentar manter o controle e consciência daquilo que ele está fazendo. Ou seja, ele não se perde e não começa a entrar em uma neura. Não alimentar a ansiedade para não perder a linha de raciocínio”, disse. 

O que fazer para ficar concentrado durante as questões?

Não deixar que nada tire a atenção do exame pode parecer uma tarefa difícil, mas é necessária. Para isso, utilize técnicas como começar a questão pelo enunciado e apenas voltar no texto base caso veja necessidade ao longo da leitura. “Algumas questões necessitam de um raciocínio mais profundo. Então aconselho que o aluno faça marcações em palavras-chave como forma de ajudar a não perder o raciocínio", concluiu. 

Qual questão devo priorizar? 

Em uma prova cansativa, com questões que demandam tempo, concentração e contas, a dica é seguir com o que foi preparado durante o ano. Mudar a estratégia poucos dias antes da prova não seria uma boa ideia. 

“Não existe gabarito único. O aluno começando pela prova mais fácil, ganha segurança e vai realizar com mais segurança. Por outro lado, na prova mais difícil, ele gasta a energia inicial ali. Então vai depender da estratégia de prova que o aluno construiu. É preciso não criar novidades. Grandes mudanças neste momento podem gerar ansiedade”, avaliou. 

Conteúdo difícil, devo pular a questão?

O Enem é conhecido por ser uma prova de resistência, já que os candidatos possuem poucos minutos para fazer cada questão. Por isso, não perca tempo em nenhuma delas. “Se percebeu que a questão não está saindo rapidamente, sinalize a alternativa que acredita ser provável e passe para a próxima. Caso sobre tempo, retorne para conferir”, afirmou o diretor. 

Quais as pegadinhas da prova?

Fazer questões de matérias como matemática, física, química e biologia em um só dia pode parecer aterrorizante para alguns alunos. Para que a situação fique um pouco mais tranquila, o diretor orienta administrar bem o tempo. 

“É uma prova muito extensa, o aluno gasta muito tempo para, por exemplo, passar as questões para a folha de resposta. Então,é preciso não perder tempo em questões que não estão saindo. Também é importante lembrar que é preciso acertar as questões mais fáceis”, finalizou. 

Por fim, o que não esquecer de levar para a prova?

Fique atento aos itens essenciais para a realização do exame, como a caneta esferográfica preta e documento de identidade com foto original. Também é recomendado que o aluno leve o comprovante de inscrição com o endereço da prova. 

“Neste ano, ainda por conta da pandemia, não esqueça a máscara. Aliás, é bom levar mais de uma. Também leve uma garrafinha de água e alimento”, considerou o Diretor Executivo das unidades escolares do Bernoulli, Marcos Raggazzi, que é especialista em psicanálise da criança e do adolescente, tecnologia educacional e neurociências.

Leia mais:
Enem serve de acesso ao ensino superior no Brasil e em Portugal
Uemg retoma vestibular próprio em 2022; data das provas ainda não está definida
Professores dão dicas para segundo dia de provas do Enem