A venda de mercadorias que fazem apologia às drogas foi proibida em Contagem, na Grande BH. A decisão foi tomada pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) da cidade, que deu início a uma série de fiscalizações nessa quinta-feira (26).
 
A proibição foi motivada depois que fiscais do órgão flagraram comerciantes imprimindo desenhos da folha da maconha em bonés em um comércio do município.
 
Nesta quinta, um shopping e uma feira popular, ambos localizados na movimentada avenida João César de Oliveira, foram vistoriados. Muitas camisas, bonés e outras roupas com a folha da maconha foram recolhidos. Outras peças com a numeração 4:20, que faz referência ao uso da mesma droga, também foram apreendidas.
 
Três fiscais trabalharam na fiscalização e todos os comerciantes flagrados vendendo as mercadorias com incentivo a entorpecentes foram multados. O valor da penalidade não foi informado pelo Procon da cidade.
 
Agentes da guarda municipal deram apoio aos fiscais.
 
A reportagem do Hoje em Dia tentou contato com o gerente do Procon de Contagem, identificado por funcionários apenas como Herbert, mas não obteve sucesso. O balanço da operação não foi divulgado.