O vereador Jair di Gregório (PSD) quer homenagear Jair Bolsonaro com uma moção de aplauso em nome da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH). Segundo o parlamentar, a iniciativa é uma forma de agradecer as ações desenvolvidas pelo presidente no combate à pandemia da Covid-19, como o uso da cloroquina no tratamento da doença. 

"Acredito que, durante essa pandemia, ele (Bolsonaro) vem conduzindo muito bem o processo. E digo mais, quando defendeu o uso da hidroxicloroquina, azitromicina, eu fui prova disso". Internado com a Covid-19 por 13 dias, Gregório diz que recebeu os medicamentos.

documento moção

O parlamentar conseguiu reunir cinco assinaturas de vereadores para a moção. Porém, pelo menos um desses parlamentares retirou a assinatura da moção. De acordo com Pedrão do Depósito, o apoio veio na ocasião da criação federal do auxílio emergencial, mas que situações posteriores o fizeram mudar de ideia. "Hoje não apoio a postura do presidente. Já havia pedido a retirada de assinatura desta moção e protocolei o requerimento oficializando a retirada", disse.

A solicitação da homenagem tem gerado debate na Câmara. Nesta sexta-feira (29), o vereador Pedro Patrus (PT) disse que irá pedir a impugnação do ato. Com isso, o pedido de aplauso para Bolsonaro deverá ir à votação na Casa. 

"Vejo isso como inadmissível. Aplausos para um presidente que chamou a doença de gripezinha? Um presidente que vai contra as ações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que não acredita na ciência, que vai em aglomerações? Acho que a Câmara Municipal não deve aprovar isso", disse Pedro Patrus. 

Gregório rebateu e disse que, se o projeto for para votação, será aprovado. "Lá, no plenário, eu ganho, com certeza. Sem medo de errar. O Jair Bolsonaro tem apoio total dos vereadores. Inclusive meu, que sou considerado o Bolsonaro de BH". 

Ipatinga

Tema parecido foi debatido em Ipatinga, no Vale do Aço mineiro.  Vereadores que compõem a Câmara da cidade aprovaram, em sessão ordinária realizada na quarta-feira (27), uma moção de aplausos para Bolsonaro. O texto, de autoria do vereador Nilson Teixeira de Morais (MDB), recebeu 13 votos a favor e 3 contra.

Leia também:
Coronel Giovanne deixa o comando da Polícia Militar para assumir cargo no governo Bolsonaro
'Fotografias por Minas' usa o poder das imagens em prol de instituições sociais