O vereador Marcos Alves de Lima (PSDC), apontado como o principal suspeito de matar o prefeito de Naque, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), foi transferido de Vitória (ES), onde foi detido, para o município mineiro de Açucena, na região do Vale do Rio Doce. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o deslocamento ocorreu na sexta-feira (19). Agora, ele ficará recluso no Presídio de Açucena, à disposição da Justiça, por pelo menos três meses. 

"Marquinho do Depósito", como é conhecido o vereador investigado, chegou a ser autuado em flagrante pelo homicídio, que aconteceu no dia 13 deste mês. Contudo, ele foi liberado durante a audiência de custódia.

Dias depois, a Justiça expediu mandado de prisão preventiva, mas a polícia não encontrou o vereador, que havia fugido para o estado vizinho. O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Espírito Santo foi acionado e, após buscas, localizou o suspeito em Vitória.

O crime

Conhecido como Hélio da Fazendinha, o prefeito de Naque, Hélio Pinto de Carvalho, de 55 anos, foi morto a tiros supostamente após uma desavença com o suspeito. Testemunhas disseram que o prefeito e o vereador se desentenderam durante uma discussão envolvendo uma cerca. 

O vereador estaria tentando aumentar o próprio terreno, invadindo um lote que pertence à prefeitura. Na confusão, o prefeito teria chicoteado o vereador, que teria revidado a agressão com tiros.

Leia mais:
Suspeito de matar prefeito de Naque, vereador é preso no Espírito Santo
Prefeito de Naque, assassinado por vereador, será sepultado em Governador Valadares
Prefeito de Naque é morto por vereador após briga sobre cerca; corpo será velado na Câmara