A vereadora eleita Duda Salabert (PDT) denunciou, nesta sexta-feira (4), em uma rede social, que vem sendo ameaçada de morte. Segundo ela, desde que foi eleita para ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de BH, passou a receber mensagens de ódio e de intimidação. A professora foi chamada de "pedreiro de peruca" e "aberração". Houve, ainda, ameaça de invasão no colégio onde trabalha.

"O grupo odioso enviou esse mesmo e-mail para a escola, donos e direção. É uma estratégia não só para me intimidar, como também para forçar que a escola me demita", postou a vereadora.

Salabert, primeira transexual eleita e a vereadora mais votada na história da capital, disse ainda que a pessoa que fez a ameaça faz parte de um grupo neonazista que atua no Brasil.

"Hoje irei à delegacia fazer a denuncia para que a investigação chegue aos criminosos. Não vão silenciar minha luta por justiça social. Não vão me intimidar. Serão todos presos!", finalizou.

Leia também:
Espaços legislativos têm que ser locais da diversidade, diz a vereadora eleita Duda Salabert
Vereadora mais votada da história de BH, Duda Salabert concede entrevista ao Hoje em Dia; assista