As obras de mobilidade urbana no Complexo Viário do Beatriz, em Contagem, terão início na próxima segunda-feira (24). Devido as intervenções, a Via Expressa será interditada de forma parcial.

De acordo com a prefeitura a reestruturação acontecerá na junção da avenida João César de Oliveira com a Via Expressa, visto que são dois importantes corredores de trânsito na cidade que, em horários de pico, é comum o congestionamento. 

Rotas alternativas

As faixas de rolamento da Via Experessa, próximas à calçada, serão interditadas pelos próximos dois meses. Desta forma, quem se desloca dos bairros Eldorado e Cidade Industrial ao Centro da cidade e motoristas vindos de Belo Horizonte e Betim serão submetidos à desvios.  

O perímetro das obras serão sinalizados com placas e faixas indicativas implantadas em um raio de quatro quilômetros de distância do Complexo e em trechos das BRs 381 e 040. Além disso, agentes de trânsito farão o monitoramento constante da região com viaturas.

Obras

Com o final das obras, previsto para meados de 2020, o número de faixas de rolamento será ampliado de dois para quatro no sentido Centro/Eldorado e de dois para três no sentido contrário. Sendo que, as faixas centrais, nos dois sentidos, serão de passagem exclusiva para o Sistema Integrado de Mobilidade (SIM).

O Complexo Viário do Beatriz contempla ainda a implantação do Corredor Norte-Sul, que vai interligar a Cidade industrial a Nova Contagem (praça dos Trabalhadores, avenidas General David Sarnoff, João César de Oliveira e rua do Registro). 

Haverá outros dois grandes corredores de mobilidade na cidade: o Corredor Leste-Oeste interligará a Ressaca ao Petrolândia (avenida das Américas, Severino Ballesteros, Helena de Vasconcelos e a Via Expressa, até o limite com Betim) e o Corredor interligando a Ressaca à Cidade Industrial (praças do Trabalhador, da Cemig, avenidas Babita Camargos, Teleférico e João Gomes Cardoso, até a Severino Ballesteros).

Além de faixas exclusivas para BRT as intervenções do Complexo incluem a redução da inclinação de rampas e alargamento das alças para melhorar o dos ônibus. Haverá, ainda, a adequação viária da avenida Carmélia Dutra, que dá acesso ao bairro Beatriz; sentido duplo de tráfego da rua José Pedro de Araújo, que liga o bairro Beatriz à avenida João César de Oliveira; e a construção da infraestrutura do Terminal Sede, em frente ao 18º Batalhão da Polícia Militar.

Investimento

Serão destinados R$ 15,5 milhões, com recursos do PAC Mobilidade Médias Cidades do Brasil. A ECP Engenharia Ltda foi a vencedora da licitação para executar as obras. 

 

Leia mais
Ausência de cobrador em ônibus gera 28 multas por dia e traz temor de acidentes
Carreta invade a contramão, causa acidente e deixa três feridos no Triângulo Mineiro