O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou, nessa sexta-feira (20), a implantação do Samu Regional para atendimento à cidade de Viçosa, na Zona da Mata, e outros 52 municípios da macrorregião Leste do Sul.

Segundo o Estado, Viçosa conta, atualmente, com apenas um serviço de transporte móvel de resgate básico. Com o serviço de atendimento, a população dos municípios integrantes da macrorregião terá ganhos em atendimento em saúde. 

“É muito gratificante estar em Viçosa para dar essa notícia tão esperada, que vai representar um atendimento médico mais ágil, que muitas vezes significa salvar vidas. É preciso chamar atenção que este é um trabalho conjunto. Uma das características da nossa gestão é somar forças com os municípios. Isso está acontecendo em todas as áreas do Governo de Minas, não só na Saúde”, afirmou Zema durante o anúncio.

O serviço dispõe de regulação médica especializada e atendimento, conexão direta com hospitais para encaminhamento de pacientes, além de interface com o Corpo de Bombeiros Militar. A base descentralizada do Samu de Viçosa será sediada no Pelotão dos Bombeiros local.

Durante a solenidade, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, falou sobre a importância do transporte pré-hospitalar no atendimento de uma emergência. “O paciente chega mais rápido no local certo. Isso muda completamente o desfecho, porque o paciente tem mais chance de sobrevivência e de ficar bem”, disse.   

Funcionamento

De acordo com o governo de Minas, no local haverá uma Central de Regulação de Urgência Única coordenada pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Sudeste (Cisdeste), localizado em Juiz de Fora. “Somam-se a isso a aquisição de 23 ambulâncias e o ingresso de novos entes não signatários no protocolo de intenções do Cisdeste”, informou. 

A macrorregião contará com quatro Unidades de Suporte Avançado (USAs), distribuídas nos polos das microrregiões, sendo duas em Manhuaçu, uma em Ponte Nova e uma em Viçosa, além de 19 Unidades de Suporte Básico (USBs) nos seguintes municípios: Abre Campo, Ipanema, Lajinha, Manhuaçu (2), Manhumirim, Matipó, Mutum, Santana do Manhuaçu, São João do Manhuaçu, Alvinópolis, Jequeri, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, São José do Goiabal, Araponga, Teixeiras e Viçosa.

Ferrovia

Outro compromisso do governador em Viçosa foi a assinatura de Despacho Governamental para que a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) estabeleça um convênio com a Universidade Federal da cidade (UFV) para a criação do Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico Ferroviário em Minas Gerais.

Durante a assinatura, o reitor da UFV, Demetrius David da Silva, explicou que o núcleo será formado por três instituições públicas federais sob a coordenação da universidade federal. “Teremos um grande grupo de especialistas para focar em inovações tecnológicas na área de ferrovias. Isso é uma visão altamente estratégica do Governo de Minas”, enfatizou.

(*) Com informações da Agência Minas

Leia mais:
Mais de 825 mil doses de vacinas contra a Covid serão distribuídas em Minas a partir de segunda
Média de mortes por Covid-19 tem queda de 32% em um mês no país
Minas confirma 85 óbitos e mais de 3 mil casos de Covid em 24 horas