O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou, nesta terça-feira (25), R$ 100 milhões para realização de oito obras de infraestrutura em diversas cidades mineiras, incluindo Sete Lagoas, na região Central.

As obras, que deverão gerar cerca de 3.600 postos de trabalho, segundo o Estado, serão executadas pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge).

"Nenhuma obra gigante. As oito obras totalizam R$ 100 milhões, mas são importantíssimas para cada região onde elas serão executadas", afirmou Zema. Conforme o gestor, as oito obras serão:

  1. Conclusão do Anel Viário de Sete Lagoas, na região Central, o que deverá beneficiar também, segundo Zema, os municípios de Jequitibá, Baldim e Santana do Pirapama;
  2. Contorno Sul de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, obra que conectará a BR-050 à MG-497, ligando Uberlândia à cidade do Prata e deverá, conforme o governador, desafogar o trânsito na área urbana de Uberlândia;
  3. Construção do contorno de Cataguases, na Zona da Mata, o que permitirá o acesso à BR-120;
  4. Melhoria no Contorno de Poços de Caldas, no Sul de Minas, o que desviará o trânsito de área urbana;
  5. Vias laterais no Contorno Sul de Montes Claros, no Norte de Minas, promovento a ligação das rodovias BR-135 e BR-365. Segundo Zema, a obra evitará muitos acidentes que ocorrem na via;
  6. Conclusão de acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga, no Sul de Minas;
  7. Ligação da BR-040 com a MG-353 em Goianá, na Zona da Mata. A obra, conforme o gestor, diminuirá o trânsito da região central de Juiz de Fora, na mesma região, facilitando o acesso ao aeroporto;
  8. Pavimentação da MG-135 entre os municípios de Antônio Carlos e Bias Fortes, na região Central.

"Para mim, é muito satisfatório estar com uma pauta que trata de futuro, de geração de empregos e investimentos. É lógico que a pauta pandemia continua, sendo prioridade salvar vidas, mas não podemos deixar de lado essa questão do desenvolvimento do nosso Estado", declarou.

Zema não detalhou a previsão de entrega das obras. O gestor afirmou apenas que, por serem obras menores, pretende inaugurá-las ainda nesta gestão - que vai até 2022. A reportagem entrou em contato com o governo de Minas e aguarda um retorno sobre prazos de finalização das obras.

Geração de empregos

Presente ao anúncio, o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, afirmou que as obras deverão gerar cerca de 3.600 empregos nas localidades, além de aproximadamente R$ 20 milhões em impostos, que serão destinados aos municípios beneficiados.