Uma mulher de 20 anos está internada sob escolta policial na Santa Casa de Montes Claros, no Norte de Minas, depois de resistir à prisão e ser baleada por um policial militar, que foi atacado pela suspeita. Segundo a PM, a jovem foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio depois de causar muita confusão pelas ruas da cidade, na madrugada desta segunda-feira (4).

Primeiro ela atacou uma mulher de 32 anos com golpes de faca na cabeça, braço e peito  e ainda ameaçou matar os vizinhos que viram o crime. Em seguida, com a chegada de uma viatura da PM, ela ficou ainda mais nervosa e agressiva. Ao receber voz de prisão, além de não obedecer, partiu para cima dos policiais. "Já fiz com uma e faço com outros também", ameaçou. 

Nesse momento a jovem também tentou esfaquear o militar, que foi atingido na cabeça. Ele então sacou a arma e atirou contra a agressora. Um tirou acertou o braço e o outro o abdômen. 

Todos foram levados para a Santa Casa da cidade. A primeira vítima está em estado grave. O policial teve ferimentos leves e já foi liberado e a autora não corre risco de morrer. De acordo com a corporação, assim que a jovem receber alta, ela será encaminhada para o sistema prisional.

Ainda não se sabe o que motivou o ataque de fúria, mas o caso será investigado pela Polícia Civil de Montes Claros.