O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decretou a prisão do caminhoneiro condenado por atropelar e matar um menino de 12 anos, em 2013, em Belo Horizonte. De acordo com a denúncia, Joel Jorge da Silva ainda fugiu sem prestar socorro.  O mandado de prisão já foi expedido e deverá ser enviado para um juiz de primeira instância para o cumprimento.

Ele havia recorrido da decisão de primeira instância que o condenou a três anos e quatro meses de detenção, em regime fechado, mas em novembro do ano passado, os desembargadores da 6ª Câmara Criminal entenderam que o réu deveria cumprir a prisão, em função dos seus antecedentes criminais. 

O acidente aconteceu no dia 18 de setembro de 2013. O garoto andava de bicicleta no canteiro central de uma praça no bairro Bandeirantes, na Região da Pampulha, quando foi atingido pelo caminhão. Segundo a denúncia do MPMG, o motorista errou o caminho e quando foi dar marcha a ré, atropelou a criança. Em seguida, ele arrancou e passou por cima do menino mais uma vez. 

Ainda de acordo com o Ministério Público, após o atropelamento, Joel Silva seguiu seu trajeto, mas foi parado por uma testemunha. Ele disse que voltaria ao local, mas fugiu sem prestar qualquer assistência ao garoto.

A defesa alegou que o motorista não percebeu o momento que o menino foi atingido e que ele não viu nenhuma criança com bicicleta na pista.  O caminhoneiro ainda argumentou estava em baixa velocidade e quando foi abordado pela testemunha, acreditou que estava atrapalhando o trânsito. 

Leia mais:
Caminhoneiro que atropelou e matou menino na Pampulha pode pegar até 7 anos de prisão
Motorista que atropelou e matou adolescente na Pampulha não ficará preso
Corpo de adolescente atropelado por carreta na Pampulha é enterrado
Menino de 12 anos morre atropelado por carreta na região da Pampulha