O eletrizante desfile da Ellus fechou o terceiro dia do São Paulo Fashion Week. A marca que ocupou praticamente todo o saguão do terceiro andar do Pavilhão Bienal, batizado nesta edição de Espaço Niemeyer , mostrou que continua antenada com a moda de rua.

Bastante movimentada, a apresentação começou com um grupo de praticante de parkour escalando imensas caixas posicionadas em frente à plateia. Deu frio na barriga imaginar que alguns saltos e piruetas dos praticantes eram executados próximos da parede de proteção do andar.

Com muito gelo seco, jogo de luzes e música alta, as roupas foram mostradas na mesma velocidade frenética dos esportes e a coleção ganhou nome de #Ellus Sport DLX. "Uma resposta ao fenômeno das roupas esportivas cada vez mais presentes no streetwear, que é a essência da marca", disse o estilista da Ellus Rodolfo Souza.

 

A roupa de inverno da Ellus tem tons primários e muito preto e branco como lembrança dos anos 90

 

 

A flexibilidade da malha neoprene e a praticidade do náilon adquiriram tratamento de luxo, se aproximando de tecidos de alfaiataria e até do veludo de seda. Aviamentos personalizados em preto e branco, elásticos, fitas de jacquard, metais com acabamento emborrachado ou esmaltado, além das etiquetas de borracha foram destaque na roupa e lembraram a força da logomania, fenômeno comum nos anos 90.

O desfile foi marcado pelo lançamento do "Tubular Runner", tênis da Adidas para a Ellus. Botas e bolsas inspiradas em atividades esportivas, como corrida, boxe e parkour completam a lista dos itens dinâmicos. E, para quem achou que depois disso tudo só restava o fim, se enganou. A festa continuou com show da rapper Karol Conká. ​​

 

 

 

Veludo misturado com base de tela e brilho incrementam a roupa esportiva da Ellus