Lino Villaventura foi o desfile mais disputado até agora no Minas Trend Preview 2015. O estilista paraense trouxe, pela primeira vez na passarela mineira, uma moda casual, mas sem perder seu DNA sofisticado. O desfile começou com trilha sonora e peças igualmente impactantes, com amarelo e pitadas de vermelho.

Mas o que predominou foi o preto e o branco, muitos bordados, com presença ainda de diferentes texturas, como couro e veludo. "É uma coleção de desejo imediato, para você se identificar e ter vontade de vestir", resumiu. A sua versão mais casual mostrou a versatilidade do estilista, que não gosta de ser rotulado. "Não tenho cara, não sou limitado a roupa de noite", disse.

Lino ainda comentou sobre o contexto político e econômico do país. "Esta difícil, mas não podemos nos deixar abater pelo pessimismo. Fiquei mais feliz vendo aqui as pessoas vendendo e comprando". O paraense tem a sua marca há 38 anos e disse já ter passado por várias crises. "Espero passar por mais essa", finalizou.

A maquiagem do desfile foi assinada por Marcos Costa, que veio à BH especialmente para fazer as modelos do estilista. A opção foi por um visual forte, boca e olhos em preto e pele bem iluminada. O cabelo veio num coque displicente.