Desde sempre as joias têm um importante papel no desenvolvimento da humanidade. Na pré-história, esses adornos eram feitos com madeira, ossos, dentes ou pedras e serviam para, além de enfeitar, como amuletos protetores, indicadores do status de quem o usava e poderoso artigo de sedução. Muitos dizem que esses ornamentos apareceram antes mesmo das vestimentas e que deles, surgiram os trajes.
 
As joalherias egípcias, romanas e celtas ainda influenciam fortemente nas criações de hoje, tanto nos materiais, quanto nas técnicas usadas. Esse universo mágico e atraente, que é símbolo de poder, atrai cada vez mais homens e mulheres de diversas classes sociais e que têm um mesmo objetivo: cobiçam status, poder e riqueza.
 
Hoje, continuam cumprindo bem o seu papel de embelezar, conferir sofisticação, além de designar a classe social e, claro, forte função de sedução! Quando uma mulher quer se sentir poderosa, no que ela capricha? Nas joias! E quando um homem quer agradar em cheio a uma mulher, também recorre a esse poderoso acessório.
 
Para um casal comemorar uma data especial, lá estão elas, praticamente como protagonistas daquele momento tão marcante na vida a dois.
Muito mais do que um acessório, as joias dizem muito de uma pessoa e seu objetivo. Vale por uma bela declaração para selar o amor. Dizem até que substitui uma boa terapia de casal!