A modelo, apresentadora e empresária Ana Hickmann, 34 anos, mantém três closets. Detalhe: em locais completamente distintos. “É uma loucura. Digo que meu closet é um mundo à parte e transita em três lugares: no meu apartamento, na minha casa de Itu e no meu camarim. Ele vai circulando, vai brincando. Por exemplo, estamos no inverno. Tudo que está em Itu de inverno volta para cá (São Paulo). Tudo o que estou usando atualmente fica no meu camarim, que é o meu pequeno QG”.
 
Eclética na hora de escolher o look do dia, ela afirma categoricamente que um brinco maravilhoso e salto nas alturas nunca podem faltar em seu closet. “Ah, você pode estar de cara lavada, mas um salto alto e um brinco maravilhoso, para dar um ponto de luz, fazem toda a diferença”, ressalta a moça que conversou com o Bela no dia 15 último durante passagem meteórica pela capital mineira.
 
Ana escolheu Belo Horizonte para lançar a coleção “Cityscape”, de Ana Hickmann Fashion Jewelry by Rommanel, uma das 17 parcerias de sucesso da empresária, que fez um pit stop na loja da marca do BH Shopping, onde foi recebida pelos proprietários, vendedores e fãs, que soltaram gritinhos durante a chegada da beldade. “Já vim a BH para fazer diversas produções e eventos. Estava faltando lançar a coleção aqui. Eu gosto de escolher o lugar e este ano eu quis trabalhar primeiramente em Minas exatamente pelo carinho que recebo das mulheres daqui”.
 
“Cityscape” é a 12ª coleção fruto da parceria e conta com anéis, brincos, colares, pulseiras e pingentes inspirados nas estampas dos tecidos e cashmeres turcos. “Existem as tendências de mercado, mas dessa vez trabalhei com linhas e traços que remetem à Turquia, mais especificamente a Istambul, lugar que conheci no ano passado e me apaixonei”. Ana destaca as peças com pérolas. “São um clássico e todas as mulheres podem usar pérolas em qualquer ocasião”. Anel vazado e brinco gota de cristal negro e cravejado com 154 cristais também enquadram como peças de desejo.
 
A mãe do pequeno Alexandre, que completou um aninho em março último, gosta de usar roupas que a deixam confortável e que delineiam a esguia silhueta. “Me defino como uma mulher clássica, mas que gosta de brincar com ousadia e de marcar o corpo, sem ser extremamente sexy. Acho que um bom decote vale, mas tudo em equilíbrio”. No momento, ela está de namoro com o comprimento mídi, principalmente em saias de cintura alta. Também tem usado bastante cropped e calça larga e curta, batizada de pantacourt (que, diga-se de passagem, só fica bem em mulher com o biotipo dela: alta e magra).