A novidade foi anunciada na última quarta (dia 3): a L’Oréal, gigante da beleza, assina contrato de licenciamento com a grife americana Proenza Schouler para a criação de perfumes finos. “Eles (os estilistas fundadores Jack McCollough e Lazaro Hernandez) são a voz de uma geração. O compromisso da marca com a inovação, o detalhe, a beleza e o trabalho artesanal espelha os valores fundamentais dos perfumes de marcas de grife de L’Oréal Luxe”, disse Nathalie Durán, gerente internacional L’Oréal Designer Brands Fragrances. O portfólio da Designer Brands Fragrances inclui Cacharel, Diesel, Maison Margiela e Viktor&Rolf. Ainda não há uma data prevista para a comercialização dos perfumes no Brasil.

Mas o que movimentou não só o universo da perfumaria, como o do entretenimento, foi a visita do ator Antonio Banderas ao Rio de Janeiro, para o lançamento do perfume King of Seduction. Para o astro espanhol, cheiro é como música, algo intangível, abstrato. “Uma essência estimula a imaginação e evoca memórias. Nós temos uma complexa relação com o olfato. Obviamente, desde que comecei a me envolver no mundo da perfumaria, aprendi muito sobre como as essências suscitam nossas emoções e como certos cheiros tem apelos diferentes para as pessoas”.

O perfume King of Seduction reúne especiarias cálidas e misteriosas combinadas com um buquê floral, que por sua vez dá lugar à madeira e ao âmbar, criando um contraste sofisticado. O título de rei da sedução, no entanto, é rechaçado por Banderas. “Não me acho o rei da sedução. Se eu achasse seria um ridículo”, disse durante coletiva na última terça, no Copacabana Palace – a matéria sobre o lançamento do perfume está no portal Hoje em Dia.

O ator, de 54 anos, disse que, por enquanto, descarta cirurgia plástica, está à vontade com sua aparência e que se olha todos os dias no espelho e “sabe bem o que vê. Estou ok. Até agora está tudo bem” (risos).