Conteúdo de responsabilidade de Vinícius de Souza

A contratação de Lionel Messi pelo Paris Saint Germain foi a principal notícia do mercado da bola na última semana. A transação que levou o argentino de 34 anos ao clube francês é tida como uma das maiores negociações da história do futebol, já que o craque havia defendido apenas o Barcelona em sua carreira como jogador profissional.

Agora, Messi está de casa nova. Um dos melhores jogadores do mundo, que já conquistou tudo que era possível como atleta, ainda se mostra sedento por novos títulos. Essa sede por vitórias e títulos já colocam o PSG como o principal favorito ao título inédito da Liga dos Campeões da Europa nos sites de apostas.

O torneio de clubes mais importante do mundo é o principal objetivo dos franceses e do seu presidente, Nasser Al-Khelaïfi, que tem despejado um caminhão de dinheiro na agremiação para tornar esse sonho possível. 

Antes do acerto de Messi com o PSG, sites de apostas projetavam uma cotação de de avaliação em 12/1, mas agora essa variável foi para 3/1, tornando o clube francês o principal favorito ao título. Há alguma variação a depender do site, mas em todos eles o PSG lidera como a principal aposta do mercado como o futuro campeão da Liga dos Campeões. Isso significa que muita gente pode ganhar dinheiro, em diferentes partes do mundo, apostando no clube parisiense: veja, por exemplo, como abrir uma conta na Betano para entender melhor esse cenário.

Os outros principais favoritos são Manchester City e Chelsea, que fizeram a final do ano passado, com vitória para o clube de Londres. Aparecem ainda com destaque nos sites de apostas o Bayern de Munique, campeão da competição na temporada 2019/2020, e o Liverpool, comandado pelo alemão Jurgen Klopp e campeão da Champions na temporada 2018/2029. 

A chegada de Messi ao Barcelona colocou fim a uma negociação que se arrastava há pelo menos seis meses. O atleta tinha o interesse de permanecer no clube catalão, mas as condições financeiras do time, aliado às regras de fair play financeiro impostas pela Liga Espanhola de futebol, impediram que o argentino seguisse no Camp Nou.

O PSG não perdeu tempo e fez o investimento para ter o argentino por duas temporadas, com opção de um terceiro ano de vínculo. O PSG não divulgou os valores do negócio. Segundo informações do jornalista Fabrizio Romano, Messi receberá um salário de cerca de 35 milhões de euros (R$ 215,5 milhões) por temporada. 

"Estou impaciente por começar um novo capítulo da minha carreira em Paris. Quero agradecer a toda essa gente. Tenho muita vontade de ganhar. Quero desfrutar desse ano e que seja um grande ano para nós", disse Messi em sua apresentação neste fim de semana, no Parque dos Príncipes, antes da segunda rodada do Campeonato Francês, contra o Estrasburgo.

O estádio estava lotado para receber Messi, mas também outros jogadores que vão reforçar o elenco do PSG na temporada. O elenco, que já era galáctico, ficou ainda mais forte com a chegada de outros atletas renomados como, Wijnaldum, ex-meia do Liverpool, Donnarumma, goleiro italiano escolhido o melhor jogador da última Eurocopa, e Sergio Ramos, lendário capitão do Real Madrid, considerado um dos melhores zagueiros do mundo.

O Paris Saint Germain já esteve perto de vencer a Liga dos Campeões em algumas oportunidades. Na temporada 2019/2020, acabou derrotado na grande final pelo Bayern de Munique, por 1 a 0. Na temporada seguinte, chegou às semifinais, mas acabou barrado na grande final pelo Manchester City, comandado por Pep Guardiola.

Agora, com Messi, o PSG espera enfim vencer a Champions. Para isso, além do argentino, o clube conta com outras estrelas, como Neymar, Mbappe, Di María, Marquinhos e Leonardo Paredes. Será suficiente para trazer o título inédito aos parisienses? Veremos.