Conteúdo de responsabilidade de Vinícius de Souza

Campeão da Copa América com a seleção argentina, em uma final que movimentou muito dinheiro nas casas de apostas espalhadas pelo mundo, o zagueiro Cuti Romero pode estar de mudança nas próximas semanas. O atleta, um dos destaques da competição, chamou a atenção do Barcelona para uma possível transferência. 

Jornais argentinos destacam a ascensão meteórica do atleta. "Não que ele tenha melhorado seu nível. Ele apenas manteve seu jogo da última temporada, mas parece que o reconhecimento está chegando neste momento", escreveu em reportagem recente o diário Olé, o maior periódico da Argentina no que diz respeito à cobertura futebolística. 

O jornal destaca que Cuti Romero está altamente valorizado e cobiçado no mercado internacional. Eleito o melhor zagueiro da Série A italiana na temporada passada, Cuti Romero foi comprado pela Atalanta por 16 milhões de euros (cerca de R$ 70 milhões), junto a Juventus, que detinha os direitos econômicos do argentino. 

O bom desempenho com a Atalanta no futebol italiano já tinham acendido o alerta para clubes da Espanha e Inglaterra pelo jogador. O título da Copa América em pleno estádio do Maracanã foi a cereja do bolo para que o atleta estivesse ainda mais em foco. Para além do Barcelona, o Tottenham também tem interesse no zagueiro. 

Segundo o Olé, antes da Copa América, o Manchester United já havia feito sondagens com a intenção de contratar o jovem zagueiro argentino. Agora, no entanto, Barcelona e Tottenham disputam a preferência do jogador, que não deve permanecer na Atalanta, de acordo com jornais italianos. 

Além de uma compensação financeira, o Tottenham estaria oferecendo o atacante colombiano Davinson Sánchez como parte da operação, algo que agrada a diretoria do Atalanta. O zagueiro, que tem contrato com o clube italiano até 2026, vive uma verdadeira incógnita sobre o seu futuro. 

Segundo Luca Percassi, presidente da Atalanta, a ideia neste momento é tentar segurar o jogador por ao menos uma temporada:  “O princípio que temos seguido nos últimos anos é que as transferências devem nos fortalecer, não nos enfraquecer. Essa é a nossa ideia”, afirmou o dirigente ao site Tutto Mercato. 

“O Romero teve uma temporada extraordinária, foi premiado como melhor zagueiro da Itália e é normal que os clubes se interessem por ele. A Atalanta, no entanto, é uma equipa que lhe permitiu crescer e encontrar seu caminho até a seleção argentina. Vamos ver o que acontece. Qualquer venda será discutida com muita calma", declarou o dirigente. 

A negociação com os ingleses gira em torno dos 40 milhões de euros, valor semelhante ao que o Barcelona estaria disposto a pagar para ter o atleta. No clube catalão, a expectativa é que o argentino se sinta atraído por um projeto vitorioso e que inclua outros jogadores da seleção albiceleste, como Lionel Messi e Kun Aguero.