Com seis anos de experiência nos registros fotográficos de eventos, famílias e de delícias gastronômicas, o Nimeri Fotos agora embarca na formação de novos fotógrafos por meio de aulas pela internet e gratuitas para turmas, em horários ainda a serem definidos. Essa é a nova iniciativa de Christinne Magalhães, de 40 anos, que construiu seu estúdio em um espaço próximo a sua casa em Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte. O novo projeto vem complementar os trabalhos que ela já desenvolvia em aulas particulares presenciais. “Eu monto um material personalizado para cada aluno”.

Christinne decidiu enveredar pela fotografia junto com o marido, Wilson Carvalho, de 49 anos, na época em que geriam uma casa lotérica. “Eu queria trabalhar com algo que eu gostasse como na época de produção de eventos”, conta a fotógrafa, que dedicou bastante tempo para aprender o ofício. “Há muita coisa a ser estudada; como técnica, velocidade, luz, direção de modelo, tratamento de imagem. Cada trabalho exige um equipamento específico, uma técnica específica, exigindo muito mais estudo da gente. E eu tinha tembém que estudar sobre bebê, segurança e fisiologia”, enfatiza ela, que se guiou para aprender sobre fotos de recém-nascidos já no início da carreira.

“Há elementos básicos nessas fotos que revelam erro, como o bebê estar de mão fechada, ou com a mão sob a cabeça e não revelando os dedinhos”, exemplifica.

Já Wilson, que havia tido experiência com fotografia durante a adolescência, inclusive tendo sido premiado, se dedicou às fotografias de casamentos.

Período probatório

Durante o primeiro ano do estúdio Nimeri Fotos, o casal se dedicou a estudar e treinar trabalhando de forma gratuita em diversas áreas. “Acreditamos que era melhor fazer de graça por um tempo e depois cobrar um preço mais justo, quando amigos de profissão nos disseram estarmos prontos para tal”, ratifica Christinne.

Ela diz que assim seu curso se popularizou também, a partir da indicação de amigos. E agora, diante das limitações impostas pelo distanciamento social, irá trabalhar com turmas de aspirantes a fotógrafos. “Em um primeiro momento será gratuito, já que está todo mundo sem dinheiro, exatamente como forma de ajudar muita gente que quer tomar esse tempo para aprender algo e distrair a cabeça”.

A partir da vivência de quem se descobriu na fotografia ela adianta tratar-se de uma área complexa, onde não é fácil se estabelecer no mercado e dá dica para quem pretende seguir o ofício. “Fotógrafo tem que ser uma pessoa que gosta de estudar, buscar sempre melhorar, por ser um trabalho ligado diretamente à tecnologia que está em constante evolução”.

O cadastro para os interessados pode ser feito pelo perfil do Instagram do Nimeri Fotos.

SERVIÇO
Nimeri Fotos
Endereço: Bairro Joana Darc – Lagoa Santa/MG
Contato: (31) 99628-8390
Instagram:
https://www.instagram.com/nimerifotos/