O jornalista e escritor mineiro, Geraldo Elísio, faz um novo lançamento de toda a sua obra,  na próxima terça-feira (28), a partir das 19h, na Cantina do Lucas, tradicional restaurante belo-horizontino, localizado no primeiro andar do Edifício Arcângelo Maletta.

O autor justifica a escolha do local por se tratar de “uma espécie de segundo escritório profissional, área de alimentação e encontro com os amigos e amigas, além de fonte de informações e notícias”.

Os livros dividem-se entre o gênero que ele classifica como “memoralista”, romance, contos e poemas curtos. “Plenário à Moda antiga”, uma coletânea de episódios políticos folclóricos, foi o primeiro a ser publicado, em 2002. Na sequência, “Toada do Asfalto” veio para misturar fatos reais e ficção.

“Baú de Repórter - Memórias do Jornalismo Analógico” foi o terceiro título lançado, com o objetivo de rememorar sua carreira jornalística que, em 1977, foi reverenciada com um Prêmio Esso Regional, pela denúncia - em pleno Regime Militar - de torturas praticadas contra o operário Jorge Defensor Vieira.

Já “Centelha” é uma coleção de hai kais, outros poemas e pequenos contos. Por fim, “Diálogo com Ratos” completa a série dedicada ao jornalismo, com temas mais recentes, pós "Lava Jato", e fatos que envergonham a classe política de Minas Gerais.

“Ao longo de toda a minha vida profissional - que ainda continua na era digital, independentemente de remuneração - tenho o cuidado de separar laudas redigidas e fotos que considero de ocasiões históricas”, afirma Geraldo Elísio.

SERVIÇO
Lançamento conjunto dos livros de Geraldo Elísio
Terça-feira (28), a partir das 19h, na Cantina do Lucas (Av. Augusto de Lima, 233, loja 18 - Centro, Belo Horizonte).
Entrada Gratuita