No ano em que completa dez anos, a cervejaria mineira Küd busca ampliar o canal direto com os consumidores por meio da internet. Um dos focos é aumentar as vendas virtuais, hoje responsáveis por 10% do faturamento.

Há quatro meses o site da Küd, uma das primeiras fábricas de cerveja artesanal em Minas Gerais, foi totalmente reformulado para poder atender pedidos de todo o Brasil com facilidade e agilidade, junto à realização de promoções.

“É uma tendência do mercado, já que o mundo virtual está dominando a vida de todos. Por isso pretendemos criar uma série de ações envolvendo a comunicação direta”, registra Bruno Parreiras, um dos sócios-fundadores da Küd.

Parreiras salienta que, quanto mais direto for o contato com o consumidor, maior será a relação deste com a marca. A venda virtual possibilita ainda o aumento da base de clientes, levando a cerveja para locais onde não há vendas físicas. 

“A partir do momento em que o cliente começa a criar esta identidade, ele vai cobrar para que o lojista disponibilize o produto. Assim, em relação ao interior, estamos indo na direção contrária, não correndo atrás dos lojistas”, afirma.

O sócio-fundador também adianta que uma das metas para 2020 é trazer o desejo do consumidor para dentro da fábrica, localizada no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, ampliando assim as produções assistidas.

“Queremos que o consumidor vivencie e se sinta botando a mão na massa junto com a gente”, anseia. A ideia também é relançar algumas marcas sazonais, que estavam fora do catálogo. “Vamos usar as redes sociais para anunciar estas novidades”, antecipa.

Divulgada como a “cervejaria oficial de quem ama o rock’n’roll”, devido às cervejas que carregam no rótulo os títulos de canções famosas, a Küd também pretende aumentar as promoções realizadas por meios virtuais.

Até o fim do mês ou enquanto durarem os estoques, na loja virtual, o cliente poderá comprar qualquer cerveja e ganhar uma “Run Rabbit”, bastando colocar na finalização da compra, no campo cupom, o código Run Rabbit FREE.

Diferentemente de algumas concorrentes, que já abrem com apoio de investidores, a Küd vem crescendo num ritmo orgânico. “Os sócios são os mesmos até hoje. Com a paciência do mineiro, é um trabalho lento, mas sólido”.

 

 

 

 

x
X
X