Popularizadas no início dos anos 2000, as câmeras digitais simplificaram, e muito, a vida de quem gosta de fotografia. Praticamente uma extensão dos nossos braços nos dias atuais, os smartphones com o equipamento embutido, então, permitem cliques instantâneos de tudo o que consideramos importante e necessário. Mas uma coisa não se pode negar: à medida em que facilitaram a captura dos registros, dificultaram a organização deles. 

Especialista no assunto, photo organizer certificada, Adriana Baltar sabe bem disso. “A maioria das pessoas não consegue administrar os arquivos de forma alguma. Comecei a trabalhar com organização digital em 2016 e percebi a dificuldade e a dor quando se tratava de fotos”, comenta.

Dentre os ensinamentos dela, que aproveita o Instagram para dar dicas aos seguidores, está, por exemplo, elaborar pelo menos um álbum físico por ano. Isso mesmo: tirar do celular ou do computador aquela porção de arquivos que acumulamos, mas que acabam esquecidos com o passar do tempo, e colocar no bom e velho papel.

Fotografia digital FotoO local mais seguro para armazenar os arquivos é a nuvem; habilite a sincronização automática


Na internet, é possível encontrar sites especializados nisso. Os custos dos trabalhos variam conforme a quantidade de imagens impressas, o acabamento do álbum e até a gramatura do papel utilizado (confira outras dicas no fim da matéria).

5 minutos por dia

Outra sugestão da profissional consiste no “desafio dos 5 minutos”. A ideia, ao dedicar este tempo diariamente para rever fotos e apagar o que não é mais importante guardar, é evitar o acúmulo de arquivos desnecessários e um trabalho ainda maior lá na frente.

Pintou dúvida ou medo na hora de deletar? Siga os passos ensinados por Adriana: “Elimine as tiradas em sequência e que não ficaram boas, jogue fora capturas de tela que não fazem mais sentido, delete imagens borradas e tiradas por engano e as de comida. Por último, pergunte-se: ‘vou ficar arrasado se perder esta foto?’”, detalha, orientando a praticar uma espécie de desapego digital.

Escolher um lugar seguro faz toda diferença, diz expert no assunto

Outra expert no assunto, Zezé Zimerman, que é arquiteta por formação e descobriu o gosto por organizar arquivos naturalmente, chama a atenção para outro quesito importante ao colocar ordem na casa, ou melhor, nas fotos. O local escolhido para armazená-las e fazer os backups.
"CDs, DVDs e pen drives são memórias sensíveis e podem deixar de funcionar com o tempo. O melhor lugar é a nuvem”, enfatiza, referindo-se a serviços de armazenamento virtual, tais como Google Fotos, Dropbox, iCloud e OneDrive.

Nestas plataformas, que podem ser usadas gratuitamente ou pagas, para obter uma capacidade de armazenamento maior, é possível guardar arquivos de diversas naturezas, incluindo os fotográficos. Sincronizá-las com o computador e/ou smartphone torna a missão ainda mais fácil, pois elimina a necessidade de copiar, colar e fazer cópias de segurança rotineiramente. Confira, ao lado, outras dicas da especialista em organização de fotos.

Confira, passo a passo, como organizar seus arquivos e dicas valiosas para não ficar na mão quando precisar resgatar uma lembrança:

 
Arte fotografia digital organizada

Clique para ampliar e salvar!