Adolescente agredido dentro de escola em BH é levado inconsciente ao João XXIII

Daniele Franco
dfmoura@hojeemdia.com.br
14/11/2018 às 15:55.
Atualizado em 28/10/2021 às 01:50
 (Reprodução/Street View)

(Reprodução/Street View)

Um adolescente de 17 anos, aluno do Instituto de Educação de Minas Gerais, foi levado inconsciente para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII após sofrer uma agressão nesta quarta-feira (14) dentro da escola, que é uma das mais tradicionais de Belo Horizonte e fica no bairro Funcionários, região Centro-Sul da cidade.

Segundo a Polícia Militar, o rapaz estava na quadra junto a outros colegas, incluindo o agressor, um aluno de 18 anos, quando a confusão começou. Testemunhas contaram que um desentendimento levou o jovem mais velho a agredir a vítima, que tentou fugir mas foi perseguida e atingida por um chute nas costas. A força do golpe fez com que o jovem caísse sobre uma escada e cortasse a cabeça no degrau. Os colegas contaram que, ao perceber a gravidade da situação, o agressor também tentou ajudar, mas os colegas do jovem o levaram para a sala dos professores.

O adolescente foi atendido por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, segundo os socorristas, estava inconsciente e teve que ser entubado para chegar ao hospital. A PM informou que a vítima sofreu traumatismo craniano e está internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital João XXIII. 

O agressor foi conduzido pela PM para prestar depoimento e confessou ter agredido o colega, mas negou que seja praticante de artes marciais.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação, responsável pela administração da escola, que respondeu, em nota, que a coordenação do Instituto, sob tutela da Superintendência Regional de Ensino (SRE) Metropolitana A, está acompanhando o incidente. Além de comentar o caso, a secretaria ainda afirmou que vem implantando "um novo sistema em rede de registro de situações de violência (...) que vai permitir o planejamento e a execução de políticas públicas mais pontuais para a prevenção e redução das violências no ambiente escolar".
.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por