Após acordo com empregadores, greve dos motoristas de ônibus chega ao fim em BH

Raquel Gontijo e Lucas Sanches
portal@hojeemdia.com.br
03/12/2021 às 12:57.
Atualizado em 08/12/2021 às 01:12
 (Maurício Vieira/Hoje em Dia)

(Maurício Vieira/Hoje em Dia)

A greve dos motoristas de ônibus de Belo Horizonte será encerrada ainda hoje. A decisão surgiu após um acordo parcial em uma reunião realizada nesta sexta-feira (3) com representantes dos sindicatos das empresas e dos trabalhadores, mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho de Minas (TRT-MG). Durante o encontro, foram sugeridas diversas propostas para uma conciliação entre as partes, no entanto, algumas reivindicações serão decididas na Justiça.   

O intervalo entre as viagens foi a demanda mais tratada no encontro, que aconteceu virtualmente. O pagamento de horas extras e o crédito de ticket alimentação nas férias também foram citados como demandas importantes dos condutores.

Uma alteração na lei, feita em 2017, determinou que o intervalo entre as viagens deve ser entre 30 minutos e 2 horas. Os motoristas, com a possível mudança no intervalo, pedem condições melhores para o descanso, como locais de refeição e estruturas adequadas. Na tentativa de conciliação em que "o trabalhador tenha intervalo minimamente saudável", o TRT-MG sugeriu pausa de no mínimo 30 minutos e no máximo 1 hora entre as jornadas.

Tendo em vista a complexidade da mudança, as partes acreditam que o impasse deva ser resolvido por ação judicial. Também foi sugerida na reunião a formação de uma comissão para estudar o melhor acordo para ambas as partes.

Outra reivindicação que será judicializada é o crédito de ticket alimentação nas férias. Outras propostas foram acordadas em termos judiciais e serão registradas no TRT.

Ao final da reunião, o advogado do sindicato dos motoristas de ônibus solicitou que não fosse aplicada nenhuma punição aos trabalhores pelo período de greve dos últimos dois dias. Entretanto, o desembargador do TRT reforçou que a greve fosse encerrada “o mais rápido possível”.

A categoria ainda não informou como será a retomada dos coletivos.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por