Batida entre carreta e van deixa sete mortos e um ferido grave na BR-381

Hoje em Dia*
05/03/2015 às 07:19.
Atualizado em 18/11/2021 às 06:14
 (PRF/Divulgação)

(PRF/Divulgação)

A BR-381 foi palco de nova tragédia na manhã desta quinta-feira (5). Sete pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida após uma carreta bater de frente em uma van. O acidente ocorreu na altura do quilômetro 605, em Oliveira, região Centro-Oeste de Minas, por volta das 5h30.   De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por motivo ainda ignorado o condutor do veículo de carga, que transportava cimento e seguia no sentido São Paulo, atravessou o canteiro e invadiu a pista contrária, colidindo na van.   Com o impacto da batida, o motorista da carreta e seis ocupantes da van, cinco mulheres e um homem, morreram no local do acidente. O condutor da van foi socorrido em estado grave e levado para o Hospital de Pronto-Socorro (HPS) de Lavras.    As vítimas da van eram moradoras no distrito de São Sebastião do Maranhão, na região do Vale do Rio Doce. Os corpos foram removidos para o necrotério de Oliveira.   Conforme a PRF, a pista no sentido São Paulo está liberada e no sentido Belo Horizonte somente uma faixa está liberada para o tráfego de veículos. O congestionamento no trecho chegou a três quilômetros.    

Cidade comovida

O pequeno município de São Sebastião do Maranhão, a cerca de 350 quilômetros de Belo Horizonte, está em choque. Das seis vítimas, foi confirmado que cinco moravam na cidade.

Aos poucos, a prefeitura auxilia na localização dos parentes. “Alguns passaram mal ao receber a notícia e precisaram de atendimento médico. A cidade está em alvoroço, todos procurando pelos parentes das vítimas e dando uma ajuda”, contou a secretária do prefeito Wakhysmam Soares Pinheiro.

Entre as vítimas identificadas – todas adultas, duas eram mãe e filha. “As cinco estavam voltando de um passeio em Jundiaí, no interior de São Paulo, quando aconteceu o acidente”, afirmou.

De acordo com ela, assim que todos os parentes forem localizados, a prefeitura vai disponibilizar um carro para levá-los até Oliveira para que eles façam o reconhecimento dos corpos. Só então eles poderão ser liberados.

*Com informações de Sara Lira

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por