Menos 'atraentes'

BHTrans troca cabos usados em semáforos para evitar furtos; prejuízo em 3 anos chega a R$ 560 mil

Gabriel Rezende
grezende@hojeemdia.com.br
13/05/2022 às 18:46.
Atualizado em 13/05/2022 às 18:59
BHTrans inicia troca de cabos de energia de semáforos (BHTrans / Divulgação)

BHTrans inicia troca de cabos de energia de semáforos (BHTrans / Divulgação)

Cabos de energia de semáforos de Belo Horizonte começaram a ser trocados nesta semana para evitar furtos. Desde 2020, o município precisou desembolsar mais de R$ 560 mil para repor a fiação levada por criminosos. Apenas nos três primeiros meses deste ano foram gastos mais de R$ 220 mil em reposição.

Os cabos que eram usados até então possuíam cobre e, agora, serão feitos à base de ferro, "sem atratividade comercial", segundo a BHTrans, responsável pelas substituições. Diretor de sistema viário do órgão, José Carlos Ladeira, afirmou que não haverá prejuízo para a "operação dos equipamentos".

Ele explicou que, além das substituições, também está sendo realizada a "catalogação dos locais onde há furtos para contribuir para a estratégia de investigação da Polícia". Em todos os locais que ocorreram furto, os cabos de ferro serão implantados.

"Também vamos trocar nos locais em que já há uma análise de maior incidência de furtos. A expectativa é que, gradativamente, o número de furtos caia, assim que haja uma percepção que grande parte do cabeamento de energia dos semáforos não tem a atratividade comercial do cobre", completou José Ladeira. 

Denúncias de furtos de cabos podem ser feitas à Polícia, por meio do telefone 190.

Investimento da BHTrans para reposição de cabos furtados:

  • Em 2020: 42.411 m de cabos e investimento de R$ 182.791,41
  • Em 2021: 29.973 m de cabos e investimento de R$ 158.893,20
  • Em 2022 (janeiro a março): 25.445 m de cabos e investimento de R$ 225.951,60

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por