Bicicletas de empresa recém-instalada em BH são jogadas no rio Arrudas

Cinthya Oliveira
21/01/2019 às 09:59.
Atualizado em 05/09/2021 às 16:08
 (Reprodução Facebook)

(Reprodução Facebook)

Pelo menos três bicicletas da empresa Yellow, que começou a operar em Belo Horizonte na semana passada, foram jogadas dentro do rio Arrudas, próximo à passarela da estação Santa Tereza, na região Leste de Belo Horizonte, no domingo (20). Imagens com as bikes destruídas foram compartilhadas nas redes sociais por vários internautas, que fizeram questão de se mostrar indignados com a cena. 

De acordo com comunicado da Yellow, a empresa está trabalhando com o Corpo de Bombeiros na manhã desta segunda-feira (21) para recuperar as bikes. A empresa diz ainda que seus equipamentos são rastreados por sistema GPS - "o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos" (confira abaixo o posicionamento da empresa na íntegra). 

Entre as pessoas que demonstraram insatisfação com o caso de vandalismo foi Ricardo Teixeira, conhecido como Misterbus, que postou um vídeo no Facebook com imagens das bicicletas destruídas:

"Não importa se a iniciativa é bacana, se vai colaborar com a questão da mobilidade urbana, se vai proporcionar uma opção bem interessante de transporte para a cidade... se o cidadão faz isso com as bicicletas da Yellow", publicou o jornalista Rodrigo James. "O que uma pessoa tem na cabeça para jogar uma bicicleta coletiva dentro do rio? São os verdadeiros espíritos de porco", comentou Thales Rosa. 

A Yellow iniciou na terça-feira (15), na capital mineira, um serviço de compartilhamento de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) e patinetes elétricos. A operação piloto acontece em bairros das regiões Centro-Sul e Leste inicialmente com 500 bicicletas e 250 patinetes, espalhadas por 30 pontos parceiros.  

O aluguel pode ser feito por meio de um aplicativo. O custo é de R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes, e R$3 o desbloqueio + R$0,50 a cada minuto de uso do patinete. 

A empresa explica que conta com uma equipe que circula todos os dias da semana para mapear bicicletas e patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento dos equipamentos pela cidade. 

Leia a nota, na íntegra, enviada pela Yellow:

"A Yellow está neste momento trabalhando com o Corpo de Bombeiros para recuperar as bikes. Para evitar casos de furto ou vandalismo, os patinetes da Yellow funcionam das 8h às 20h e são recolhidos das ruas todas as noites. As bikes foram desenvolvidas com peças exclusivas, que não se adaptam a outros modelos.

Contamos ainda com um time de guardiões - nossa equipe de rua – que, além da parte de recolhimento e manutenção dos patinetes, é responsável pelo monitoramento e organização das operações também das bikes, em contato constante com as autoridades locais para evitar qualquer tipo de ocorrência indevida.

Todos os patinetes e as bicicletas Yellow são rastreadas por sistema GPS - o que já evitou episódios indesejados e ainda levou à recuperação de bicicletas e à apreensão de pessoas envolvidas nesses casos.

Importante ressaltar também que o usuário pode participar desta prevenção, fazendo denúncias tanto no próprio app como direto com a polícia, o que tem sido muito eficiente".

  

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por