CDL-BH doará 90 capacetes que reduzem internações de Covid-19 para capital e Grande BH

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
16/04/2021 às 16:36.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:42
 (Divulgação/ Governo do Ceará)

(Divulgação/ Governo do Ceará)

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH) informou, nesta sexta-feira (16), que irá doar 90 capacetes que reduzem internações de pessoas contaminadas pela Covid-19, os chamados Elmos, para hospitais públicos e filantrópicos da capital e para as prefeituras de BH e Nova Lima, na Grande BH.

De acordo com a entidade, seis hospitais de BH receberão 10 unidades cada e 20 dispotivos serão doados para a prefeitura. Outros 10 capacetes irão para Nova Lima, na região metropolitana, cidade cujo comércio também é representado pela CDL. Veja abaixo:

  • Hospital Mário Penna: 10 unidades;
  • Santa Casa BH: 10 unidades;
  • Hospital São Lucas: 10 unidades;
  • Hospital Evangélico: 10 unidades;
  • Hospital da Baleia: 10 unidades;
  • Hospital São Francisco: 10 unidades;
  • Prefeitura de Belo Horizonte: 20 unidades;
  • Prefeitura de Nova Lima: 10 unidades.

Os itens, segundo a CDL, serão entregues na próxima segunda-feira (19), às 10h30, na sede da entidade (avenida João Pinheiro, 495, BH). 

Elmos

De acordo com a CDL, os Elmoshttps://www.hojeemdia.com.br/horizontes/hospital-da-baleia-faz-adequa%C3%A7%C3%B5es-terap%C3%AAuticas-para-suprir-falta-de-medicamentos-do-kit-intuba%C3%A7%C3%A3o-1.832335 não invasivo capaz de manter uma pressão positiva nas vias aéreas, com oferta de alto fluxo de oxigênio e ar medicinal. Com isso, reduzem o esforço respiratório do paciente.

 Divulgação/ Governo do Ceará

Item foi utilizado pela primeira vez na crise de oxigênio em Manaus (AM)

"Sem dúvida alguma o equipamento vai salvar muitas vidas e auxiliar bastante no trabalho dos profissionais de saúde", informou Marcelo de Souza e Silva, presidente da CDL/BH. No Brasil, o Elmo foi criado por pesquisadores do Ceará e foi utilizado pela primeira vez na crise de Manaus, que ocorreu em janeiro deste ano. 

"Já está comprovado que o uso do equipamento diminui em até 60% a intubação de pacientes de Covid-19, reduzindo a ocupação de leitos de UTI para o tratamento da doença. Além disso, o Elmo pode ser esterilizado e reutilizado em outros pacientes, além de aumentar a segurança dos profissionais de saúde, já que, por ser vedado, não permite a proliferação de partículas de vírus", informou a CDL, em nota.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por