Centro exclusivo para casos de dengue vai receber 150 pacientes por dia

Lucas Eduardo Soares
27/04/2019 às 10:43.
Atualizado em 05/09/2021 às 18:25
 (Lucas Eduardo Soares)

(Lucas Eduardo Soares)

Cerca de 150 pessoas deverão ser recebidas diariamente no Centro de Atendimento à Dengue (CAD) no Barreiro. A unidade, inaugurada neste sábado (27), funcionará de domingo a domingo, das 7h às 18h. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).    

Balanço divulgado pela pasta nessa sexta-feira (26) mostrou que, em apenas uma semana, 6.718 notificações da doença foram feitas em Belo Horizonte. A média é de 959 registros por dia. O número inclui os casos suspeitos e as confirmações.

A chegada do novo espaço de acolhimento é considerada, pela subsecretária de Atenção à Saúde, Taciana Malheiros, uma forma de agilizar os atendimentos às pessoas com sintomas de dengue. 

"O CAD está de portas abertas para a população. Aqueles que tiverem sintomas, como febre, manchas e dores deverão procurar o centro", disse a subsecretária. 

Ainda conforme Taciana, o CAD no Barreiro, no segundo andar do Complexo de Saúde no bairro Flávio Marques Lisboa, conta com 16 médicos, que se revezam em plantões, cinco enfermeiros e oito técnicos de enfermagem. "Estamos monitorando os números epidemiológicos e a necessidade para tomar, se necessárias, outras decisões desse tipo", afirmou.

Pacientes 

Só na manhã deste sábado, dezenas de pessoas com sintomas aguardam consultas e tratamentos. A primeira a chegar, por volta das 6h30, foi a cuidadora de idosos Patrícia Resende, de 28 anos. 

Diagnosticada na quarta-feira pelo teste do laço, a mulher foi orientada a tomar cinco copos de soro — distribuídos pelas enfermeiras e técnicas. "O atendimento, para mim, está sendo ótimo. Estou sendo bem orientada", relatou Patrícia.

Com manchas na pele e dores no corpo, o estofador André Dimas, de 38, também recebe soro. Morador do bairro Miramar, também na região, ele ficou sabendo pela internet da abertura do CAD e já elogiou o início do atendimento. 

No entanto, André faz um apelo. "As pessoas têm que tomar cuidado com os focos. Dengue é coisa séria, olha o tanto de gente aqui sendo atendido", pediu.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por