Saúde

Dois casos suspeitos da hepatite misteriosa que afeta crianças são notificados em Minas

Gabriel Rezende*
portal@hojeemdia.com.br
10/05/2022 às 16:53.
Atualizado em 10/05/2022 às 19:54

Minas Gerais investiga dois casos suspeitos de hepatite aguda infantil, de origem desconhecida. Um foi registrado em Belo Horizonte e o outro em Juiz de Fora, na Zona da Mata. A idade das crianças não foi divulgada. Os dados foram confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta terça-feira (10).

Conforme a SES-MG, as notificações foram registradas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde. "Os casos estão em acompanhamento e foram notificados ao Ministério da Saúde", informou a Secretaria.

Ainda segundo a pasta, "os principais sintomas relatados foram dor abdominal e vômitos, acompanhados de alterações de enzimas hepáticas".

Sobre a doença
A primeira morte relacionada à condição foi registrada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no último sábado (30). Ainda segundo o órgão da ONU, pelo menos 17 jovens precisaram de transplante de fígado.

Em nota, a OMS informou que existem 384 casos prováveis no mundo e descartou qualquer relação da doença com a vacina contra a Covid-19.

O Reino Unido lidera em quantidade de notificações, com 163 crianças afetadas, e ao menos seis países já relataram mais de cinco casos. Nos EUA, conforme a entidade da ONU, estão sendo investigados 109 casos prováveis da doença hepática de "causa desconhecida".

Apesar de ainda ser um mistério, pesquisadores avaliam que uma das explicações para a hepatite aguda em crianças seria o confinamento devido à pandemia causada pelo coronavírus. Para os cientistas, o isolamento afetou o desenvolvimento do sistema imunológico dos pequenos, que ficaram suscetíveis a micro-organismos oportunistas.

(*) Com Agência Brasil.

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por