Em dia mais chuvoso do ano, BH registra alagamentos e estragos

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
15/11/2018 às 22:05.
Atualizado em 28/10/2021 às 01:51
 (Enviado via WhatsApp)

(Enviado via WhatsApp)

Esta quinta-feira (15) foi, segundo a Defesa Civil de Belo Horizonte, o dia em que mais choveu na capital mineira neste ano. A região da Pampulha foi a mais atingida, com 95,4 milímetros chovidos entre 12h30 e 20h30, o que representa mais de 1/3 da média esperada para o mês inteiro, que é de 239,8 mm.

Outra região bastante atingida pelas precipitações foi Venda Nova, onde os 84,6 mm chovidos causaram estragos mais sérios. A avenida Vilarinho ficou alagada e o volume de água chegou à estação do metrô de mesmo nome. 

A Defesa Civil divulgou, no fim da noite, um balanço de ocorrências atendidas pelo órgão em decorrência da chuva. Ao todo, 36 chamados foram registrados somente nesta quinta-feira para atender estragos causados pelo temporal. O caso mais comum foi de alagamento, com 9 ocorrências atendidas. Entre os tipos, estão deslizamentos, queda de árvore, risco de desabamento de moradias, desabamentos de muros, entre outros.

A chuva interrompeu também o funcionamento da estação Floramar e, de acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos, a viagem dos trens em direção à Vilarinho foram obrigados a parar na estação Waldomiro Lobo.

Além da avenida Vilarinho, várias outras vias da cidade foram atingidas por alagamentos e fortes enxurradas após o temporal. Vídeos compartilhados pelas redes sociais mostram, também, carros sendo arrastados pela força da água.

Assista aos vídeos:
 

Acumulado

De acordo com os dados de volume acumulado de chuva em BH divulgados pela Defesa Civil, as regionais Oeste, Pampulha e Venda Nova figuram, nessa ordem, no topo da regiões onde mais choveu desde o início do mês. Todas acumulam volumes maiores do que 80% do esperado para todo o mês. Confira o balanço que traz volumes de 1º de novembro até 22h desta quinta-feira (15):

Barreiro - 152,4 (64%) 
Centro Sul - 185,8 (77%)
Leste - 122,8 (51%) 
Nordeste - 127,0 (53%) 
Noroeste - 159,2 (66%) 
Norte - 118,2 (49%) 
Oeste - 201 (84%) 
Pampulha - 197,6 (82%) 
Venda Nova - 198,8 (83%) 

Média Climatológica Novembro: 239,8 mm (Fonte: INMET, 1981-2010)

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por