Dolce by Wyndham

Hotel Ouro Minas adere a rede internacional e muda perfil para resort urbano para ampliar negócios

Luciane Amaral
lamaral@hojeemdia.com.br
22/06/2022 às 18:30.
Atualizado em 22/06/2022 às 19:49

O mais tradicional hotel de BH, o Ouro Minas, tem novo sobrenome: agora ele se chama Dolce by Wyndham. Com 25 andares e 341 apartamentos, o empreendimento passou a integrar a "maior empresa de franquias de hotéis do mundo", a Wyndham Hotels e Resorts. O anúncio oficial foi nesta quarta-feira (22).

A marca nasceu na Europa, com a necessidade de desenvolver o conceito de resort urbano, já que as capitais europeias não têm espaço disponível para grandes empreendimentos, explica o vice-presidente de Operações da Wydham para América Latina e Caribe, Eduardo Cruz del Rio.

A empresa opera um portfólio de 22 marcas de hotéis (são 8,9 mil unidades), com 813 mil quartos na Europa, América do Norte e China – esses dois últimos são os principais mercados –, e com vontade de expandir para a América Latina. O primeiro passo foi BH, no segmento Dolce, que servirá de vitrine para o Brasil.

A ideia é manter um modelo híbrido, para alavancar os negócios. Atualmente, a ocupação de hóspedes no perfil de eventos e negócios varia entre 70 e 100% durante a semana e, nos fins de semana, cai para 15% a 20%. No perfil de lazer é o contrário: lota nos fins de semana e, de segunda a quinta, fica vazio. Com a oferta de serviços e pacotes personalizados, a expectativa de ocupação flat (total nos dois perfis) deve oscilar entre 65% e 100%.

Minas será o protótipo do conceito no país. No mundo, segundo os empresários da rede, há cerca de 20 modelos dessa modalidade de hotelaria híbrida, em 10 destinos, como Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Portugal, Espanha e Vietnã. E o programa de fidelidade da Wyndham tem 94 milhões de membros em todo o mundo, que são usuários de 8,9 mil hotéis em quase 95 países, em seis continentes.

Os investimentos em BH devem chegar a R$ 13 milhões até 2023  (foram R$ 3 milhões no ano passado e R$ 8 milhões neste ano, até agora), explica Erica Drumond, que, além de proprietária do Ouro Minas Hotel Belo Horizonte (o pai dela construiu o empreendimento), também é presidente da Fundação Belo Horizonte Turismo e Eventos (Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau), que reúne diversas entidades da cadeia produtiva do turismo para fomentar o setor.

Empreendimento prevê investimentos que devem chegar a R$ 13 milhões até 2023, criando novos serviços para hóspedes, como o espaço kids (Hotel Ouro Minas / Divulgação)

Empreendimento prevê investimentos que devem chegar a R$ 13 milhões até 2023, criando novos serviços para hóspedes, como o espaço kids (Hotel Ouro Minas / Divulgação)

"A meta é abrir um hotel Wyndham Dolce por ano no Brasil", declara a empresária que encara o desafio com entusiasmo, de olho em grandes mercados turísticos como São Paulo, Rio, Goiás, Distrito Federal e Rio Grande do Sul. "São 15 capitais mapeadas e 15 segundas cidades", diz Érica.

Ela explica que, depois do setor aéreo, que chegou a ficar com apenas 5% da malha em operação na pandemia, os hotéis foram os mais afetados. Agora, o Ouro Minas Dolce tenta recuperar a mão de obra que acabou migrando para outros setores e, com o reaquecimento da hotelaria, anda escassa.

"Em 2019 tínhamos 330 postos. Com a pandemia caiu para 190 e, agora, já estamos com 230 funcionários. E há vagas abertas", anuncia. Para fidelizar os funcionários e atrair novos colaboradores, Erica diz que está investindo na formação profissional, como cursos on-line para formação em idiomas, vendas e marketing.

Ainda há incentivos para novas lideranças, com orientação executiva para gestores e supervisores, dentro e fora do país, para que possam trazer o melhor da experiência e serviços internacionais para os hóspedes em BH.

Clientes podem criar pacotes específicos para receber famílias e festas infantis (Hotel Ouro Minas / Divulgação)

Clientes podem criar pacotes específicos para receber famílias e festas infantis (Hotel Ouro Minas / Divulgação)

Festa do pijama
No modelo híbrido oferecido pela nova marca, o hotel criou a possibilidade de o hóspede montar seu próprio pacote, que pode ser romântico, para noivas e noivos (com barbearia dentro do hotel); ou de negócios, inclusive com espaço exclusivo para patrocinadores receberem convidados vip, em grandes eventos (happy office).

E quem quiser dar uma festa do pijama para os filhos, a suíte presidencial vira uma taba, cheia de cabaninhas. Para quem quer curtir só com a família, além do espaço kids, a suíte família comporta quatro pessoas (dois adultos e duas crianças), com cabaninha infantil. O hotel é pet friendly e quem esquecer de levar a ração para o bicho de estimação, pode pegar lá mesmo.

Os investimentos da Wyndham incluem ainda o retrofit (renovação) dos quartos, abertura de academia e novos restaurantes: varanda grill e um estilo japonês, com vista para a Serra do Curral em parte da área de 400 m de uma das suítes presidenciais.

Hotel Ouro Minas Dolce by Windham tem nova academia no conceito de resort urbano (Ouro Minas / Divulgação)

Hotel Ouro Minas Dolce by Windham tem nova academia no conceito de resort urbano (Ouro Minas / Divulgação)

A expectativa do grupo é atrair convenções internacionais, com o novo conceito de resort urbano, oferecendo mais serviços e novas experiências para os clientes que vão aproveitar para ficar mais tempo no hotel, estimulando toda a cadeia de negócios que o turismo gera.

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por