Luto na Academia

Morre professora da UFMG, Eneida Maria de Souza, referência na obra do modernista Mário de Andrade

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
01/03/2022 às 22:19.
Atualizado em 01/03/2022 às 22:43
 (Foca Lisboa / Divulgação UFMG)

(Foca Lisboa / Divulgação UFMG)

Considerada uma das principais referências na obra do modernista Mário de Andrade, a professora Eneida Maria de Souza morreu nesta terça-feira (1), aos 78 anos, em decorrência de um câncer.

Eneida era professora emérita da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e uma das fundadoras do doutorado em Literatura Comparada da Faculdade de Letras da UFMG. 

Em fevereiro, o Brasil comemorou o Centenário da Semana de Arte Moderna, que teve como um dos seus principais nomes, o escritor Mário de Andrade. 

Em uma entrevista à Revista da UFMG, a professora contou que a atração pela obra de Mário de Andrade começou com o interesse pela literatura popular.

“Ele não foi só um ficcionista e um poeta, também foi um pesquisador, escreveu livros sobre folclore, cultura popular, livro de viagens”, contou Eneida. 

A professora publicou mais de 30 títulos. Eneida também organizou diversas publicações como Modernidades Tardias, em 1998, e Mário de Andrade e Henriqueta Lisboa - Correspondência, em 2010. Com essa última publicação, conquistou o segundo lugar no Prêmio Jabuti em 2011, na categoria biografia. 

Leia Mais

  

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por