Nova remessa de vacinas contra a Covid-19 vai atender idosos de 75 a 79 anos em Minas

Renata Galdino*
rgaldino@hojeemdia.com.br
10/03/2021 às 09:16.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:22
 (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais/ Fábio Marchetto)

(Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais/ Fábio Marchetto)

As mais de 303 mil doses de vacinas contra a Covid-19 que chegaram a Minas Gerais, na noite desta terça-feira (10), também serão destinadas à imunização de idosos de 75 a 79 anos. Além deles, a sétima remessa vai abranger pessoas de 80 a 84 anos e trabalhadores da saúde.Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais/ Fábio Marchetto

Sétima remessa de vacinas chegou na noite desta terça-feira (10)

As doses são da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao Executivo de São Paulo. Os imunizantes contemplam a primeira e a segunda doses.

Do total recebido, 57.151 vão atender 13% dos mineiros que têm de 75 a 79 anos. Outras 80.693 vacinas serão destinadas a 30% dos idosos de 80 a 84 anos e, por fim, 6.695 para 1,5%  dos trabalhadores de saúde.  

O carregamento chegou às 19h30 desta terça-feira (10) no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana. Em seguida, elas foram levadas para a Central Estadual da Rede de Frio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), de onde serão distribuídas, a partir desta quinta-feira (11), às Superintendências Regionais de Saúde (SRSs) e aos municípios mineiros. Também será anunciado o número de doses que as prefeituras irão receber.  

Orientações

A subsecretaria de Vigilância em Saúde de Minas Gerais, Janaína Passos de Paula, reforça que as prefeituras precisam seguir as recomendações do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, e aplicar as doses de acordo com o público-alvo e a quantidade de vacinas a ele destinada, para que não haja desabastecimento. 

“Tem que organizar também a ida às unidades de saúde que irão realizar a vacinação dessa população. Por exemplo: a ordem de chegada não deve ser utilizada; é necessário fazer um cadastro dessas pessoas. As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) normalmente têm um cadastro da abrangência. Elas devem atualizar para que sejam chamadas essas pessoas de forma que não ocorra aglomeração”, explica a subsecretária.

Operação

Este é o sétimo lote de vacinas que chega ao Estado. A maior operação para campanha de vacinação na história de Minas Gerais começou em 18 de janeiro, data de chegada do primeiro lote de vacinas. Com esta nova remessa, Minas Gerais já recebeu total de 2.117.380 doses, sendo 1.706.880 da CoronaVac e 410.500 da AstraZeneca. 

Remessas recebidas

1ª remessa
577.480 doses da CoronaVac em 18/1

2ª  remessa
190.500 doses de AstraZeneca em 24/1

3ª remessa
87.600 doses da CoronaVac em 25/1/2021 

4ª remessa
315.600 doses da CoronaVac em 7/2 /2021  

5ª remessa
357.400 doses da AstraZeneca e CoronaVac em 23/2/2021

6ª remessa
285.200 doses da CoronaVac em 3/3/2021

7ª remessa
303.600 mil doses da CoronaVac em 9/3/2021

Total: 2.117.380 doses (1.706.880 CoronaVac e 410.50 AstraZeneca)

*Com Agência Minas

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por