Feminicídio

Polícia procura suspeito de matar ex-namorada a facadas na região do Barreiro

Vanda Sampaio
vsampaio@hojeemdia.com
04/08/2022 às 20:23.
Atualizado em 04/08/2022 às 20:31
Emilly Luiza Ferrete Fernandes foi morta a facadas pelo ex-namorado (Arquivo Pessoal / Divulgação)

Emilly Luiza Ferrete Fernandes foi morta a facadas pelo ex-namorado (Arquivo Pessoal / Divulgação)

Está foragido o homem suspeito de matar a ex-namorada a facadas nesta quinta-feira (4), no bairro Cardoso, na região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Segundo testemunhas, Emilly Luiza Ferrete Fernandes, de 25 anos, estava em casa quando foi atacada pelo ex-namorado de 29, que não aceitava o fim do relacionamento.

Na última terça-feira (2), Emilly foi à delegacia de mulheres do Barreiro registrar um boletim de ocorrência por agressão e pedir medida protetiva.

O irmão da vítima, que tem 16 anos, contou que o portão da casa estava aberto e que o suspeito chegou pedindo desculpas para a ex, mas ela não aceitou.

Ainda segundo o adolescente, ele tentou pegar um pedaço de pau para defender Emilly e, quando voltou, ela estava recebendo vários golpes de facas. O jovem foi atingido na coxa e nas mãos ao tentar impedir o agressor, e precisou de atendimento hospitalar.

Emilly Fernandes foi socorrida por policiais militares e levada na viatura para o hospital Júlia Kubitschek, mas não resistiu aos ferimentos.

Câmeras de segurança flagraram o suspeito caminhando pelas ruas do bairro após o crime.

A família da vítima teme que o suspeito, que mora nos Estados Unidos e estava passando um tempo na casa de parentes, consiga fugir do país.

O pai de Emilly relatou que ela tinha planos de morar com o ex-namorado nos EUA, havia tirado passaporte e estava estudando inglês. Mas decidiu terminar o namoro por causa do comportamento violento do rapaz.

No boletim de ocorrência registrado contra o ex-namorado, a jovem contou que durante uma briga ele a agrediu com um telefone e teria puxado o pescoço e o braço dela.

A família do ex-namorado teria interferido, mas ainda assim, o suspeito jogou Emilly no chão e tentou puxar o relógio dela. Depois das agressões, ele ainda pediu à jovem que não o denunciasse à Polícia.

Leia Mais

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por